Câmara de Mesquita reduz  de 3 para 1  número de cargos de assessores nos gabinetes dos vereadores

Os gabinetes dos vereadores de Mesquita terão apenas um assessor parlamentar e não terão mais chefe de gabinete. A medida faz parte do projeto de lei elaborado pela mesa diretora que visa a redução de gastos da Casa, aprovada na última terça-feira (16), com oitos votos favoráveis e quatro contrários.

O presidente da Casa, vereador Sancler Nininho, disse que a decisão tem como objetivo garantir a contratação de assessoria técnica para o funcionamento das comissões permanentes, sem gerar aumento nas despesas.

“O trabalho das comissões permanentes, que tratam de orçamento, saúde, educação, transporte, legalidade jurídica entre outros assuntos que precisam ter um acompanhamento técnico para emissão de pareceres. resolvemos propor a redução de assessores de gabinetes afim de garantir a qualidade técnica dos trabalhos sem gerar novas despesas para o município”, disse Sancler.

A iniciativa dos vereadores de mesquita repercutiu favoravelmente junto a população e mereceu elogio dos integrantes do Movimento Brasil Livre (MBL),  que fizeram postagens em redes sociais destacando a medida.

Discordâncias e brigas

Apesar de ser uma medida antenada com o atual momento vivido no Brasil, que busca moralizar a aplicação e reduzir os gastos do dinheiro, nem todos os vereadores viram a medida com bons olhos e manifestaram isso através de uma fatídica discussão na plenária. Os vereadores Leonardo Andrade, Professor Max, Vandinho da Gráfica e Marcelo Biriba atacaram violentamente a proposta da mesa diretora.  

“Este projeto é uma piada da mesa diretora. Não posso concordar com isso”, disse o vereador Marcelo Biriba.

“Como ficará o funcionamento de nossos gabinetes com apenas um assessor? Essa medida é para inviabilizar o nosso trabalho?”, destacou o vereador professor Max.

O vereador Vandinho da Gráfica foi o que mais se excedeu durante a discussão. Ele proferiu ofensas pessoais aos parlamentares defensores do projeto.

“Vocês estão defendendo essa medida porque estão merendando do outro lado”, disse Vandinho insinuando que seus colegas recebem   alguma vantagem para concordar com a redução do gabinete.

A postura vereador Vandinho foi duramente advertida pelo Presidente Sancler Nininho, que exigiu postura.

“vereador Vandinho, o senhor está extrapolando. Serei obrigado pedir a constituição de uma comissão de ética para julgar seu comportamento e isso pode chegar até a suspensão de seu mandato” advertiu Sancler.

O vereador Leonardo Andrade usou um termo desrespeitoso em sua fala. Ele afirmou que o “os vereadores da Casa estão agachados para o poder Executivo”. A vereadora Cris Gêmeas imediatamente repreendeu a postura de Leonardo Andrade, alegando que recorrerá a justiça, caso ele continue usando de termos ofensivos.

No final, com os votos contrários dos vereadores Marcelo Biriba, Professor Max, Vandinho da Gráfica e Leonardo Andrade, o projeto de redução de assessores foi aprovado e passará a valer imediatamente.

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by