Jornal Povo

Fim de jejum, pressão, altitude: o que espera o Flamengo no jogo de vida ou morte para LDU

Depois de comemorar o título carioca no último domingo, contra o Vasco, o Flamengo vai enfrentar um ambiente bem mais hostil no Equador. Será um jogo de vida ou morte para LDU, e a altitude de 2.800 metros será apenas um dos obstáculos para o Rubro-Negro em Quito, na quarta-feira.

A equipe do técnico Pablo Repetto vive um momento conturbado, com direito a rumores de brigas internas no elenco, mas a crise foi amenizada com a vitória por 2 a 1, de virada, sobre o Emelec, sábado, em casa. Antes, o time vivia uma série de oito jogos sem vitória – cinco pelo campeonato nacional e três pela Libertadores. Atualmente, ocupa a modesta oitava colocação no campeonato local.

Diego Alves defende pênalti de Intriago - Flamengo x LDU, no Maracanã — Foto: Jorge R Jorge/BP FilmesDiego Alves defende pênalti de Intriago - Flamengo x LDU, no Maracanã — Foto: Jorge R Jorge/BP Filmes

Diego Alves defende pênalti de Intriago – Flamengo x LDU, no Maracanã — Foto: Jorge R Jorge/BP Filmes

Com quatro pontos conquistados no Grupo D, a LDU joga todas as suas fichas neste duelo com Flamengo. Se não vencer, o time equatoriano está eliminado. Se conquistar os três pontos, no entanto, passa a ter uma boa perspectiva.

– Temos que propor o jogo, não podemos deixar que seja o Flamengo a fazer isso em nosso campo. Não acredito que eles vão sair para jogar de igual para igual, mas se fizerem isso, vamos aproveitar os espaços que nos derem. Precisamos vencer as duas partidas em casa, estamos com essa mentalidade para avançar – disse Ánderson Julio em entrevista coletiva na segunda-feira.

Na última rodada, a LDU enfrenta o San José, já eliminado, em Quito. Probabilidade alta de terminar com dez pontos, que deixaria em condições de brigar pela vaga nas oitavas. Flamengo e Peñarol vão se enfrentar no Uruguai.

Embedded video

LDU terá   o rertorno seu artilheiro, que esteve ausente no Maracanã

No jogo no Rio de Janeiro, o Flamengo fez uma de suas melhores exibições neste ano e venceu por 3 a 1. Na ocasião, os equatorianos não puderam contar com o centroavante Anangonó, artilheiro do time, que não viajou por causa de problemas pessoais.

Na vitória sobre o Emelec, no sábado, Repetto não poupou titulares, mas terá seus jogadores mais descansados do que o Fla, que atuou no domingo e ainda encarou a viagem. A equipe equatoriana terá sua força máxima, sem lesões ou suspensões.

Altitude, frio e risco de chuva

A vitória sobre o San José, na Bolívia, deu uma maior confiança ao time para atuar em Quito, que tem 2.800 metros e é mais baixa do que os 3.700 metros de Oruro.

A estratégia do Flamengo será diferente desta vez. Se na Bolívia a delegação treinou perto do nível do mar e chegou em Oruro apenas horas da partida, desta vez o time vai direto para Quito, onde realiza um treino.

Além da altitude, outra condição bem diferente do Rio de Janeiro será a temperatura. A mínima prevista é de 8 graus, com risco de chuvas
Attention Required! | Cloudflare

Sorry, you have been blocked

You are unable to access jornalpovo.com.br

Why have I been blocked?

This website is using a security service to protect itself from online attacks. The action you just performed triggered the security solution. There are several actions that could trigger this block including submitting a certain word or phrase, a SQL command or malformed data.

What can I do to resolve this?

You can email the site owner to let them know you were blocked. Please include what you were doing when this page came up and the Cloudflare Ray ID found at the bottom of this page.