Jornal Povo

Lula diz em entrevista que provará sua inocência e que Brasil é governado por um ‘bando de malucos’

Pouco mais de um ano depois que foi preso, o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva deu sua primeira entrevista para jornalistas da ‘Folha’ e do ‘El País’, na superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde está cumprindo pena por crime de corrupção e lavagem de dinheiro, na manhã desta sexta-feira (26). Ele havia sido proibido de dar entrevistas pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Foram mais de duas horas de entrevista. Lula falou sobre a atual situação do Brasil, sua condenação e situações pessoais. Ao falar sobre Operação Lava-Jato, o ex-presidente criticou duramente o Ministro da Justiça, Sérgio Moro, então juiz que o mandou para a prisão em abril de 2018.

“Reafirmo minha inocência, comprovada em diversas ações”, disse ele.

O ex-presidente falou com muito pesar sobre a morte de seu irmão Vavá e de seu neto, Arthur Araújo Lula da Silva, de 7 anos, esse último vítima de meningite.  Ele relatou aos prantos que esses foram um dos momentos mais difíceis que passou na prisão.

“O Vavá é como se fosse um pai pra família toda. E a morte do meu neto foi uma coisa que efetivamente não, não, não. Eu às vezes penso que seria tão mais fácil que eu tivesse morrido. Porque eu já vivi 73 anos, eu poderia morrer e deixar meu neto viver.”

A entrevista seguiu e Lula fez uma declaração um tanto forte: Ele disse que seu maior desejo é “desmascarar Sérgio Moro, desmascarar Dallagnol (coordenador da Lava Jato no Ministério Público Federal) e toda a sua turma”.

“Eu ficarei preso 100 anos. Mas eu não trocarei a minha dignidade pela minha liberdade. […] Eu vou trabalhar muito para provar a minha inocência e a farsa que foi montada”, falou.

“Eu tenho certeza que eu durmo todo dia com a minha consciência tranquila. Tenho certeza que o Dallagnoll não dorme e que o Moro não dorme”, reforçou. “Sei muito bem qual lugar que a história me reserva. E sei também quem estará na lixeira.”

Preocupação com a família

 Ao ser questionado sobre sua família, Lula diz que está preocupado. Com todos os seus bens bloqueados, ele teme pela necessidade de seus filhos. “Tenho preocupação com meus filhos. Eles vêm aqui me ver sempre”, disse.

“Adoraria estar em casa com minha mulher, meus filhos, meus netos, meus companheiros, mas eu não faço nenhuma questão porque eu quero sair daqui com a cabeça erguida como eu entrei. Inocente. E só posso fazer isso se eu tiver coragem e lutar com isso”, afirmou.

“O Brasil é governado por um bando de malucos”

 Ao ser perguntado sobre o presidente Jair Bolsonaro, Lula disse que o Brasil está sendo governado por um bando de malucos.

“Vamos fazer uma autocrítica geral nesse país. O que não pode é esse país estar sendo governado por esse bando de malucos que governa o país. O país não merece isso e sobretudo o povo não merece isso”, falou  Lula.

 

 

 

 

Attention Required! | Cloudflare

Sorry, you have been blocked

You are unable to access jornalpovo.com.br

Why have I been blocked?

This website is using a security service to protect itself from online attacks. The action you just performed triggered the security solution. There are several actions that could trigger this block including submitting a certain word or phrase, a SQL command or malformed data.

What can I do to resolve this?

You can email the site owner to let them know you were blocked. Please include what you were doing when this page came up and the Cloudflare Ray ID found at the bottom of this page.