Jornal Povo

Coronel pedófilo que ainda recebia salário de R$ 22 mil agora será expulso da PM

 

Só em março, de acordo com dados do site Rio Previdência, onde constam vencimentos e proventos de pensionistas e aposentados do estado, o oficial , recebeu vencimentos líquidos de R$ 22.785,50 

A Polícia Militar do Rio de Janeiro concluiu o processo disciplinar contra o coronel reformado da PM Pedro Chavarry Duarte, de 65 anos. Três anos depois do oficial ter sido preso por envolvimento em um estupro de uma criança, e 24 meses após ele ter sido condenado pelo mesmo crime, o Conselho de Justificação da corporação decidiu pela incapacidade de Chavarry de permanecer nos quadros da corporação e pediu a exclusão do militar.

A decisão foi anunciada, nesta segunda-feira, um dia após publicação de reportagem onde é revelado que Chavarry está sendo investigado por outros dois estupros e que mesmo assim continua integrando os quadros da PM e recebendo normalmente seus vencimentos.

Só em março, de acordo com dados do site Rio Previdência, onde constam vencimentos e proventos de pensionistas e aposentados do estado, o oficial , recebeu vencimentos líquidos de R$ 22.785,50 .

A Polícia Militar explicou que, no caso de Pedro Chavarry, o parecer emitido pelo Conselho de Justificação foi enviado para o Tribunal de Justiça, que poderá confirmar ou não a decisão.

Em caso de confirmação, o processo retornará para PM e caberá ao governador a decisão de demitir ou não Chavarry. Abaixo, a íntegra da nota da assessoria da PM.

“O referido oficial respondeu a Processo Administrativo Disciplinar (PAD), instaurado pela Corregedoria da Polícia Militar do Rio de Janeiro e que tramitou paralelamente ao processo da Justiça comum. Já encaminhado ao Tribunal de Justiça pelo Secretário de Estado de Polícia Militar, o parecer do PAD concluiu pela incapacidade de o oficial permanecer nos quadros da Corporação.Vale ressaltar que, dando prosseguimento à legislação em vigor, o parecer está sob avaliação do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. Caso o TJ defira o parecer, o processo retornará à Secretaria de Polícia Militar, cabendo ao Governador do Estado dar cumprimento à decisão.”

Attention Required! | Cloudflare

Sorry, you have been blocked

You are unable to access jornalpovo.com.br

Why have I been blocked?

This website is using a security service to protect itself from online attacks. The action you just performed triggered the security solution. There are several actions that could trigger this block including submitting a certain word or phrase, a SQL command or malformed data.

What can I do to resolve this?

You can email the site owner to let them know you were blocked. Please include what you were doing when this page came up and the Cloudflare Ray ID found at the bottom of this page.