Jornal Povo

Nuremberg

Fãs, parentes e amigos se despedem do ator Lúcio Mauro em velório no Theatro Municipal

O corpo de Lúcio Mauro é velado na manhã desta segunda-feira no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, no Centro. O ator e humorista morreu no fim da noite de sábado aos 92 anos. Ele estava internado na Clínica São Vicente, na Zona Sul do Rio, por problemas respiratórios.

O filho de Lúcio Mauro, o também ator Lúcia Mauro Filho, afirmou que o pai cumpriu sua missão e precisava descansar. “Um artista como ele é eterno, permanece vivo pela obra dele gigantesca. Ele permanece vivo nos filhos, que amaram tanto ele, nos netos amorosos. Ele teve a sorte de conhecer a nova neta. A gente teve essa dádiva de uma pessoa chegando enquanto outra tá indo”.

Ainda segundo o ator, apesar de ser do Norte do país, o pai também tinha muito amor pelo Rio. “Tem um homem de 92 anos indo na hora certa e deixando uma mensagem de amor pelos homens, pelo ser humano e pelo país. Ele tinha muito amor por essa cidade. Quando sofreu o AVC, há 3 anos, a cidade dava o último suspiro. Fico feliz que ele não presenciou o que restou da cidade. Cabe agora a nós essa tarefa de reerguer a cidade, o país”, enfatizou Lúcio, referindo-se aos escândalos de corrupção e prisões de ex-governadores do Rio de Janeiro.

O humorista Fábio Porchat disse que aprendeu muito com Lúcio Mauro. “Se a gente tá aqui hoje é por conta do Lúcio. É um cara que fez do humor a sua vida e a nossa vida também como espectador e a minha como comediante. Eu acho que um grande mestre quando vai, ainda fica. E ele tá aqui, tá em mim. Eu fico triste que ele se foi, mas fico reconfortado porque ele foi descansar. Fico feliz de poder estar aqui junto com a família”, garantiu.
O velório estava previsto para começar às 9h, mas houve um pequeno atraso e as portas do Theatro Municipal foram abertas às 10h05. O corpo do ator será cremado no cemitério do Caju, na Zona Portuária do Rio, em uma cerimônia restrita aos familiares.