Jornal Povo

Governo do RJ corta quase metade do orçamento do Theatro Municipal, diz Alerj

O governo do RJ cortou 46,87% do orçamento do Theatro Municipal, no Centro do Rio. A redução foi anunciada nesta segunda-feira em audiência pública da Alerj. Segundo a Comissão de Cultura da Casa, o valor corresponde a R$ 25 milhões.

Bailarinos e membros do coro e da orquestra do Theatro fizeram um protesto durante a audiência na Alerj. Uma bailarina dançou enquanto o coro se apresentou.

Os gastos do governo estadual com o Theatro Municipal são da ordem de R$ 8 milhões mensais, administrados pela Secretaria de Cultura, que dispõe de uma verba de R$ 21 milhões por mês.

O secretário estadual de Cultura e Economia Criativa, Ruan Lira, declarou que este ano conseguiu R$ 1,5 milhão da Secretaria de Fazenda para a realização de obras artísticas no Theatro Municipal, mas, para ele, os problemas estão longe de serem solucionados.

Ele disse ainda que é necessária a revisão de contratos dos últimos 10 anos para verificar supostos erros cometidos por empresas responsáveis pelas obras do Theatro. Segundo Lira, há muitos problemas estruturais, como infiltrações.

O maestro Isaac Karabtchevsky, também presente na audiência pública, afirmou que a falta de sensibilidade do poder público em relação à cultura no estado prejudica o setor.

“A insensibilidade determina o futuro da nossa cultura e, independente de direita ou esquerda, pode definir o rumo do nosso setor”, disse o maestro.

O que diz o governo

Em nota, a Secretaria Estadual de Cultura informou que, na verdade, não houve corte, mas um contingenciamento. O dinheiro está sendo liberado de acordo com a arrecadação pública, em razão da Lei de Recuperação Fiscal do estado.

Segundo Maria de Fátima Lopes Leite, secretária adjunta de Planejamento, Orçamento e Gestão da Casa Civil e Governança, a previsão de receita para este ano destinada ao Theatro Municipal é muito baixa, mas em junho será possível fazer um remanejamento.

“O governo tem a prioridade de pagar os salários dos servidores. Em junho, faremos uma revisão. A secretaria está de portas abertas para minimizar essa situação de corte e fazer um remanejamento”, garantiu a secretária.

“Já foram apresentados, este ano, a ópera ‘Côndor’ (março), o balé ‘As noites de Berlioz’ (abril), dois espetáculos do corpo de baile da Escola Estadual de Dança Maria Olenwa (abril), o recital do tenor Fernando Portari (abril) e também o recital do soprano Eliane Coelho (abril)”, elenca.

“Nesta quinta (16), será a estreia da ópera ‘Os contos de Hoffmann’. Estes são só os espetáculos produzidos pelos corpos artísticos da casa. Aconteceram muitos outros realizados pelos permissionários, isto é, produtores que alugaram o teatro para exibir espetáculos próprios”, emenda o texto.

Attention Required! | Cloudflare

Sorry, you have been blocked

You are unable to access jornalpovo.com.br

Why have I been blocked?

This website is using a security service to protect itself from online attacks. The action you just performed triggered the security solution. There are several actions that could trigger this block including submitting a certain word or phrase, a SQL command or malformed data.

What can I do to resolve this?

You can email the site owner to let them know you were blocked. Please include what you were doing when this page came up and the Cloudflare Ray ID found at the bottom of this page.