Jornal Povo

MP prorroga pela segunda vez prazo para Liesa pagar multa por cancelar rebaixamento da Imperatriz

O Ministério Público do Rio de Janeiro prorrogou, pela segunda vez, o prazo para a Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) pagar a multa de R$ 750 mil por descumprimento do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), ao cancelar o rebaixamento da Imperatriz Leopoldinense, no último carnaval.

O prazo já tinha sido prorrogado por 48 horas e terminava nesta quinta-feira. A Liga tem até o dia 28 de junho para pagar a multa.

A cobrança surgiu pelo não cumprimento do regulamento na disputa do Grupo Especial do carnaval do Rio de Janeiro de 2019. O valor foi estabelecido pelo MP, em um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), assinado no ano passado. Nesse termo, as escolas se comprometiam a seguir fielmente o regulamento, que incluía rebaixar as duas últimas colocadas no desfile da Sapucaí.

A Imperatriz foi a penúltima colocada no desfile de 2019. A decisão não atingiu a Império Serrano, a última colocada no carnaval. Após decisão, Jorge Castanheira, presidente da Liesa, pediu afastamento do cargo.

Se o valor de R$ 750 mil não for pago, a Justiça pode determinar a penhora de uma parte do patrimônio da Liesa, diz o Ministério Público.

Justiça mantém condenação da Liesa

A Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) que condenou a Liesa a ressarcir ao município do Rio a receita da venda de ingressos dos desfiles das escolas de samba do Carnaval de 1995. O valor deverá ser pago de forma corrigida, incidindo juros moratórios legais desde a data da citação.

A decisão teve origem em dois processos: uma ação popular e uma ação civil pública ajuizadas com o objetivo de anular o contrato pelo qual o município transferiu à Liesa, sem licitação e com exclusividade, as atribuições de administrar, organizar e promover o desfile das escolas do grupo especial na Marquês de Sapucaí em 1995.

Attention Required! | Cloudflare

Sorry, you have been blocked

You are unable to access jornalpovo.com.br

Why have I been blocked?

This website is using a security service to protect itself from online attacks. The action you just performed triggered the security solution. There are several actions that could trigger this block including submitting a certain word or phrase, a SQL command or malformed data.

What can I do to resolve this?

You can email the site owner to let them know you were blocked. Please include what you were doing when this page came up and the Cloudflare Ray ID found at the bottom of this page.