Jornal Povo

Celulares são apreendidos no Complexo de Gericinó

A operação “Bloqueio” da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária realizou, nesta quarta-feira, uma megaoperação nas unidades prisionais, com o intuito de fiscalizar os prestadores de serviços responsáveis das empresas que fornecem alimentação a presos. Os funcionários tiveram seus pertences e armários revistados e foram submetidos ao scanner corporal.

Na ação, também foram utilizados cães farejadores do Grupamento de Operações com cães (GOC) para as revistas nos armários e caminhões dos funcionários. Até o momento, foram apreendidos quatro aparelhos celulares com um auxiliar de serviços gerais da empresa que presta serviço na Penitenciária Talavera Bruce, no Complexo do Gericinó. Ele foi encaminhado a 34ª DP (Bangu) para registro de ocorrência. No depoimento, o funcionário assumiu que os celulares seriam entregues a uma detenta.

Neste ano, três ações de varredura foram realizadas nos presídios. As operações foram batizadas de  “Asfixia”, “Iscariotes” e “Bloqueio”. De acordo com a Seap, a operação “Bloqueio” prendeu 33 pessoas tentando entrar com drogas e celulares em cadeias.

Ainda de acordo com a Seap, a operação “Asfixia”, realizada pelos próprios inspetores penitenciários, apreendeu em todo o estado, de Janeiro a Maio deste ano, 5.339 celulares. No mesmo período do ano passado, apenas 3.756 aparelhos foram encontrados.

Já a operação “Iscariotes” flagrou 10 inspetores penitenciários tentando entrar com objetos ilícitos nas cadeias. Os casos estão sendo apurados pela Corregedoria e podem ter pena máxima de demissão. No mesmo período do ano passado, nenhum servidor foi flagrado tentando entrar com qualquer tipo de material ilícito nas unidades. 

Attention Required! | Cloudflare

Sorry, you have been blocked

You are unable to access jornalpovo.com.br

Why have I been blocked?

This website is using a security service to protect itself from online attacks. The action you just performed triggered the security solution. There are several actions that could trigger this block including submitting a certain word or phrase, a SQL command or malformed data.

What can I do to resolve this?

You can email the site owner to let them know you were blocked. Please include what you were doing when this page came up and the Cloudflare Ray ID found at the bottom of this page.