DH de Niterói faz operação contra milícia ligada a Orlando Curicica em Itaboraí

A Secretaria de Estado de Polícia Civi e Ministério Público do Rio (MPRJ), por meio da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI), realiza na manhã desta quinta-feira uma operação para cumprir 74 mandados de prisão e 93 de busca e apreensão contra a milícia que atua em Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio. Ação é denomida como Salvator, e já tem mais de 40 presos.

De acordo com o MP, o grupo miliciano foi constituído como uma espécie de ‘franquia’ da organização grupo criminoso liderado por Orlando Curicica, que é acusado de envolvimento na morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, e está preso na Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte.

Curicica era apontado como fornecedor de armamento e ‘soldados’ para a milícia de Itaboraí, que é liderada por Renato Nascimento dos Santos, conhecido como “Renatinho problema “ ou ‘Natan’, que dava em troca das armas parte dos valores arrecadados em na região.

Segundo as investigações, essa organização criminosa é responsável por inúmeros casos de homicídios, torturas, extorsões, desaparecimento de pessoas e cemitérios clandestinos. Entre os presos de hoje estão o ex-PM Alexandre Lobat e a ex-mulher dele. Também estão detidos, autores da chacina que deixou dez mortos no dia 20 de janeiro na cidade.

A ação desta quinta tem o apoio da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE), do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público e da Corregedoria da Polícia Militar.

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by