Consumo de sacolas plásticas caiu 39,2% no RJ após lei entrar em vigor

O consumo de sacolas plásticas no Estado do Rio de Janeiro caiu 39,2% em um mês após a entrada em vigor da lei que restringe a distribuição.

O RJ costumava receber mais de 300 milhões de sacolas plásticas por mês. Com a nova lei, houve uma redução de quase 100 milhões no número distribuído. O levantamento foi feito pela Associação de Supermercados do estado.

Ao longo de seis meses, os mercados terão que distribuir duas sacolas para cada consumidor de forma gratuita. Os consumidores que precisarem de mais sacolas terão que pagar o preço de custo, que pode chegar até R$ 0,08 por unidade. Os supermercados que não respeitarem a norma poderão ser multados em até R$ 34 mil.

Ambientalistas alertam para o uso de recursos não renováveis para a fabricação das sacolas, além do descarte irregular.

O Estado do Rio de Janeiro é o primeiro do país a banir a distribuição gratuita das sacolas. A medida começou em Belo Horizonte em 2011, após a aprovação de uma lei municipal. Em 2015, a lei chegou à cidade de São Paulo.

O presidente da Associação de Supermercados do RJ, Fábio Queiroz, avaliou como positivo o resultado e afirmou que os consumidores do RJ já estão mudando o padrão de consumo, trazendo sacolas renováveis. A expectativa é que o número diminua ainda mais nos próximos meses.

“Outro fator importante é a cobrança. Quando mexe no bolso do consumidor ele evita usar uma sacola dentro da outra e embalar produtos que não precisam ser ensacados”, explicou.

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by