Metrô e BRT encurtam as distâncias

Até o dia 30 de julho de 2016, a Barra parecia muito mais distante do que realmente era. Nesse dia, era inaugurada a Linha 4 do Metrô, uma semana antes do início dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Transportando cerca de 180 mil pessoas por dia, o ramal reúne cinco estações (Jardim Oceânico, São Conrado, Antero de Quental, Jardim de Alah e Nossa Senhora da Paz), ligando Ipanema à Barra em pouco mais de 15 minutos (16 quilômetros). Partindo do Centro, o passageiro gasta pouco mais de meia hora para realizar um percurso de cerca de 30 quilômetros.

Desta forma, a Barra parece finalmente ter se integrado à cidade. Cariocas de todas as partes têm visitado com mais frequência o bairro e suas adjacências devido à melhoria do sistema de transporte, e muitos vêm considerando a possibilidade de fixar residência por lá, já que a região concentra 18% dos condomínios da cidade — a maioria deles com excelente infraestrutura de lazer e segurança. Transporte eficiente e um bom lugar para viver são a receita da felicidade. 

Apesar da revolução, a estação Gávea ainda não foi entregue. Segundo a concessionária Rio Barra, responsável pela implantação da Linha 4, o túnel entre São Conrado e Gávea está pronto, mas falta perfurar 1,2 quilômetro (do Leblon à Gávea) e concluir 58% das obras da estação. 

Corredor expresso

Além do Metrô, que fez uma grande revolução na região, a Zona Oeste também ganhou em 2012 um reforço estratégico em prol da mobilidade: o BRT TransOeste, sistema de ônibus articulados que liga a Barra da Tijuca a Santa Cruz e Campo Grande. São 74 estações em uma linha que passa por bairros como Guaratiba e Recreio dos Bandeirantes, em um percurso de 56 quilômetros.

Ao mesmo tempo, para ligar a Barra ao Aeroporto Internacional Tom Jobim, foi aberta, antes da Copa do Mundo de 2014, a Transcarioca, com 39 km de extensão e 45 estações. A via surgiu como mais uma opção de transporte para os moradores da Barra, Curicica, Cidade de Deus, Taquara, Tanque e Praça Seca. Também inaugurada às vésperas dos Jogos Olímpicos, em julho de 2016, a TransOlímpica, com 23 km, é outro corredor que atravessa diversos bairros da Zona Oeste, e liga a Barra e o Recreio a Magalhães Bastos e Deodoro.

O BRT é um transporte articulado que trafega em corredor exclusivo e, por isso, é uma alternativa mais rápida de viagem. Este modelo existe em mais de 140 países e, no Rio, é administrado por um consórcio de empresas privadas de transporte.

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by