Van que deixou oito feridos tem dez multas por excesso de velocidade apenas este ano

A van que capotou na madrugada desta segunda-feira no Aterro do Flamengo, na Zona Sul do Rio, e deixou oito pessoas feridas tem 82 multas registradas em pouco mais de quatro anos.

Em consulta ao site da Secretaria Municipal de Transportes (SMTR) da prefeitura do Rio, 14 dessas infrações foram cometidas neste ano. Dessas infrações, dez foram registradas por excesso de velocidade, duas por avanço de sinal vermelho, uma por transitar na faixa exclusiva do BRT Transcarioca, próximo ao Complexo da Maré, e outra por estacionamento irregular.

O veículo capotou próximo à sede do Botafogo. As vítimas foram socorridas e levadas para o Hospital municipal Miguel Couto, na Gávea, também na Zona Sul carioca. Até o momento, não há informações sobre a identificação e o estado de saúde das pessoas.

Das multas registradas por avanço de sinal vermelho neste ano, consideradas gravíssimas, com perda de sete pontos na carteira e valor de R$ 293,47, uma ocorreu na Rua República Árabe da Síria, no bairro Portuguesa, e outra na Estrada do Galeão, na Ilha do Governador. Já as por excesso de velocidade estão distribuídas pelos bairros de Centro do Rio, Ipanema, Flamengo, Ilha do Governador e Senador Camará. Consideradas de gravidade média, levam à perda de quatro pontos.

Em junho de 2018, a van foi flagrada trafegando com excesso de passageiros na Estrada do Galeão. Há ainda infrações pelo fato do motorista deixar de usar o cinto de segurança, por dirigir manuseando o telefone celular, por não indicar mudança de faixa, por estacionar em desacordo com as normas, por bloquear a via com veículo e até por trafegar na calçada, na Avenida Brasil, em junho de 2016.

Não se sabe se, na hora do acidente, a van fazia transporte particular ou se as pessoas feridas eram passageiros, já que o veículo faz a linha Freguesia x Jardim Guanabara, na Ilha do Governador, Zona Norte.

Em nota, a Coordenadoria Especial de Transporte Complementar, órgão da Secretaria de Ordem Pública (Seop), informa que trata-se de uma van cadastrada na prefeitura com autorização para realizar o transporte remunerado de passageiros no trajeto Freguesia x Jardim Guanabara. “A coordenadoria já notificou o permissionário para que compareça ao órgão a fim de apurar as circunstâncias”, diz a nota.

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by