Jornal Povo

Witzel recebe membro de torcida organizada acusado de integrar grupo que matou rival com espeto

O governador do Rio, Wilson Witzel (PSC), recebeu nesta quarta-feira (12) membros de torcidas organizadas do Flamengo. Um deles, que estava foragido até o ano passado, é acusado de integrar o grupo que matou um torcedor do Botafogo com golpes de espeto de churrasco.

O encontro ocorreu no Palácio Guanabara, sede do governo do estado. Witzel diz que “desconhece o envolvimento” de Rato no crime.

Rafael Maggio Afonso, conhecido como “Rato”, é réu na Justiça do Rio pelo assassinato de Diego Silva dos Santos, em 2017. O Tribunal de Justiça informou que o tribunal do júri para julgar o caso está marcado para 26 de novembro.

Uma testemunha presencial afirmou que “viu Rafael Rato com espeto de churrasco”.

Na busca e apreensão na casa de Rato, foram encontrados revólver, soco inglês e notas falsas. Por causa da moeda, ele também é réu na Justiça Federal.

Em maio de 2017, Rato teve a prisão preventiva decretada e seguiu foragido até 9 de agosto de 2018, quando um habeas corpus determinou que ele respondesse à ação em liberdade.

O encontro do governador envolveu integrantes da Torcida Jovem do Flamengo e Raça Rubro-Negra. Rato continua proibido de frequentar estádios.

Attention Required! | Cloudflare

Sorry, you have been blocked

You are unable to access jornalpovo.com.br

Why have I been blocked?

This website is using a security service to protect itself from online attacks. The action you just performed triggered the security solution. There are several actions that could trigger this block including submitting a certain word or phrase, a SQL command or malformed data.

What can I do to resolve this?

You can email the site owner to let them know you were blocked. Please include what you were doing when this page came up and the Cloudflare Ray ID found at the bottom of this page.