Operação no Complexo do Alemão, Zona Norte do Rio, deixa seis mortos e policial baleado

Helicóptero blindado da PM sobrevoava a comunidade desde o início da manhã. Mototaxista baleado foi levado por parentes em um carrinho de mão até a UPA, mas não resistiu.

Seis pessoas morreram e um policial ficou ferido em uma operação da Polícia Militar para coibir o tráfico de drogas no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio, nesta quarta-feira (18). O policial baleado pertence ao Grupo de Intervenção Tática da Unidade de Polícia Pacificadora e foi levado para o Hospital Getúlio Vargas, na Penha.

Segundo a corporação, os policiais entraram na comunidade e criminosos armados atiraram contra eles. Houve confronto e o policial foi atingido.

Entre os mortos está o mototaxista Wellens dos Santos, de 18 anos. Parentes levaram o rapaz num carrinho de mão pra Unidade de Pronto Atendimento, mas ele não resistiu aos ferimentos. De acordo com a PM, os seis mortos são suspeitos.

Segundo moradores, há intensa troca de tiros em várias regiões. De acordo com a plataforma de dados Onde Tem Tiroteio (OTT), há tiros nas localidades da Fazendinha, Alvorada, Nova Brasília, Grota, Canitar, Birosca e Loteamento.

Por precaução, escolas e creches já anunciaram o cancelamento de aulas. As escolas Municipais Vera Saback Sampaio, Mourão Filho, Afonso Várzea, Rubens Berardi, além das creches José Vieira, Lúcia Maria, Tânia Cristina, Luíza Helena, Creche Municipal Nova Brasília e Ciep Coronel Sarmento.

Outro transtorno para os moradores que saíam de casa para trabalhar e para as crianças que estão indo para a escola nesta manhã é a dificuldade de transporte na comunidade. Devido ao tiroteio, as kombis que passam pela Rua Canitar não estão circulando. PMs fazem revista em moradores que entram e saem da comunidade.

Segundo o OTT, esse ano foram registrados 301 tiroteios no Complexo do Alemão. No mesmo período no ano passado foram registrados 127, um aumento de 237%.

Três pessoas foram presas e foram apreendidos um fuzil, quatro pistolas, 47 artefatos explosivos, duas prensas e coletes táticos.

Participam da ação policiais militares do Batalhão de Ações com Cães (BAC), do Batalhão de Polícia de Choque (BPChq), do Grupamento Aeromóvel (GAM), do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e das Unidades de Polícia Pacificadora. Um helicóptero blindado sobrevoa a comunidade desde o início da manhã.

Moradores de bairros do entorno, como Cachambi, relataram nas redes sociais que é possível ouvir os disparos à distância.

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by