Jornal Povo

RJ divulga plano de emergência para aparecimento de óleo em praias

O Governo do Estado elaborou um plano de emergência para o aparecimento de óleo em praias do Rio. Segundo a Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade (Seas), os órgãos ambientais estaduais estão trabalhando em ações preventivas com o objetivo de garantir uma pronta resposta, em caso de surgimento de mancha no litoral fluminense.
Na quinta-feira, pequenos fragmentos de óleo foram recolhidos em São Mateus, no Espírito Santo, após ter se espalhado pelos nove estados nordestinos (Alagoas, Bahia,

Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe), o produto de origem ainda desconhecida avança pela região Sudeste em direção ao Sul.
De acordo com a pasta, no dia 24 de outubro, conforme publicação em Diário Oficial, o Governo do Estado criou um grupo de trabalho especial para acompanhamento e vigilância de qualquer anormalidade relativa a manchas de óleo na costa fluminense. O grupo é coordenado pela secretária do Ambiente e Sustentabilidade, Ana Lúcia Santoro, e composto por técnicos da Seas e do Inea.
O grupo já se reuniu duas vezes (26/10, 31/10) com foco na ação preventiva e no monitoramento. O encontro contou com as presenças de representantes do corpo técnico da Seas, de setores de emergência e monitoramento do Inea, da Marinha do Brasil, do Ibama, da COPPE/UFRJ e de empresas do setor.

O Inea possui plano de contingência relacionado à presença de óleo nas praias para otimizar a resposta em caso de necessidade. O plano encontra-se em situação de monitoramento.

O órgão já realizou, na última semana, a capacitação de cerca de 80 pessoas, entre técnicos da Defesa Civil estadual, do Corpo de Bombeiros, do próprio órgão ambiental, além de militares do Exército para atuação em caso de surgimento de óleo na costa. O treinamento incluiu atividade prática na praia, onde o grupo simulou atendimento de emergência.

O Comite Estadual P2R2 (Prevenção, Preparação e Resposta Rápida a Emergências Ambientais com Produtos Químicos Perigosos) foi incorporado ao grupo de trabalho especial criado pelo governador. Novos órgãos serão acionados.

Essa semana, o Inea inicia a capacitação dos 25 municípios costeiros: São Francisco do Itabapoana, São João da Barra, Campos dos Goytacazes, Quissamã, Carapebus, Macaé, Rio das Ostras, Casemiro de Abreu, Cabo Frio, Búzios, Arraial do Cabo, Araruama, Saquarema, Maricá, Niterói, Itaguaí, Mangaratiba, Angra dos Reis, Paraty, São Gonçalo, Guapimirim, Magé, Itaboraí, Duque de Caxias e Rio de Janeiro.

Hoje e amanhã, o Inea fará o treinamento com técnicos dos municípios de São Francisco do Itabapoana, São João da Barra, Campos dos Goytacazes, Carapebus, Quissamã, Rio das Ostras, Casimiro de Abreu, Macaé, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Búzios e Saquarema. O treinamento será realizado nas instalações do Porto Açu, em São João da Barra. Inicialmente o foco são os municípios do noroeste Fluminense e Região do Lagos e, na próxima semana, os municípios da Região Metropolitana e do Sul Fluminense.

Attention Required! | Cloudflare

Sorry, you have been blocked

You are unable to access jornalpovo.com.br

Why have I been blocked?

This website is using a security service to protect itself from online attacks. The action you just performed triggered the security solution. There are several actions that could trigger this block including submitting a certain word or phrase, a SQL command or malformed data.

What can I do to resolve this?

You can email the site owner to let them know you were blocked. Please include what you were doing when this page came up and the Cloudflare Ray ID found at the bottom of this page.