Alerj discute gratuidade nas passagens para compensar retirada de 40 trens pela Supervia

A possibilidade de gratuidade nas passagens de trens da Supervia para compensar a população pelos transtornos causados pela retirada de 40 trens de circulação é um dos temas que está sendo discutido na Assembleia legislativa do Estado (Alerj) nesta quinta-feira. Deputados, representantes da Supervia, da Agetransp e o secretário estadual de Transportes Delmo Pinho participam de uma audiência para discutir as medidas que serão tomadas para amenizar os impactos aos usuários.

A deputada estadual Enfemeira Rejane (PCdoB) argumentou que a cobrança das passagens deveria ser suspensa até que a Supervia fizesse a regularização do serviço com a reposição da frota de trens.

Sônia Antunes, representante da Supervia, discordou:

– O serviço não deixou ser prestado. Está irregular, mas não creio que a solução seja a gratuidade. Podemos pensar em outras formas de compensação – disse Sônia Antunes.

Está marcada para esta sexta-feira uma reunião entre a Defensoria Pública do estado e a Supervia justamente para discutir formas de compensação para os usuários.

A defensora Patrícia Cardoso, coordenadora do Núcleo de Defesa do Consumidor, disse que uma das propostas pode ser o abatimento na tarifa, que hoje é R$ 4,60.

– Não podemos permitir que 20% da frota sejam retirados sem um planejamento para suprir a demanda. O usuário é sacrificado. São os mais carentes, que ficam duas horas no transporte. Eles não podem enfrentar mais dissabores – disse a defensora.

Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Transportes informou que “até o próximo domingo (24/11), 17 dos 40 trens retirados de circulação pela SuperVia retornarão à frota operacional. Os trens estão passando por processo de manutenção de suas caixas de tração e estarão novamente disponíveis para o transporte de passageiros”.

“Mais seis composições estarão retornando à frota entre os dias 24/11 e 30/11, totalizando 23 trens. Os 40 trens, após passarem por revisões, deverão estar em plena operação até 17 de janeiro de 2020. O cronograma de normalização do tráfego ferroviário foi acertado em reunião ocorrida nesta terça-feira (19/11) com representantes do Consórcio CRRC, da Central Logística, da SuperVia e da Agetransp”, informou o órgão no texto.

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by