Gerente do tráfico é morto e outras três pessoas são baleadas em operação da PM na Cidade de Deus

Nesta segunda-feira, policiais militares realizam operação em pelo menos quatro comunidades da capital e em duas da Baixada Fluminense. Na Cidade de Deus, na Zona Oeste do Rio, moradores reclamam dos tiroteios intensos desde as primeiras horas da manhã. Segundo a PM, um dos chefes do tráfico na região foi morto e outras três pessoas ficaram feridas.

Conhecido como Matheuzão/Trovão, o gerente do tráfico na localidade do Karatê morreu em confronto. Um homem não identificado foi encontrado ferido e socorrido pelos policiais ao Hospital Municipal Lourenço Jorge. Com ele, de acordo com a PM, foram apreendidas uma granada, uma pistola 9 mm e munição do mesmo calibre.

Outras duas pessoas, um homem e uma mulher, foram baleados e deram entrada por meios próprios ao hospital. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, Amanda de Oliveira Gomes, de 24 anos, foi atendida e já recebeu alta. Já Rosimar de Oliveira da Silva, o Adocica, está sendo atendido e não há, ainda, detalhes sobre seu estado de saúde.

Rosimar tinha contra si um mandado de prisão em aberto desde julho deste ano por posse ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas. A pena imposta foi de seis anos e quatro meses de detenção em regime semiaberto.

De acordo com a corporação, o 18º BPM (Jacarepaguá) desencadeou a operação após receber denúncias de que criminosos estavam presentes “em um evento de música não autorizado” que ocorria na Cidade de Deus. Durante o cerco, os criminosos atiraram na direção dos policiais, que reagiram. A PM ressaltou que a operação segue em andamento.

Segundo o 18º BPM, a ocorrência foi registrada na 32ª DP (Taquara). Procurada, porém, a Polícia Civil não forneceu informações sobre o conteúdo do registro.

Desde outubro, a Cidade de Deus foi alvo de 18 operações da Polícia Militar — uma média de mais de duas incursões por semana. As ações resultaram em sete mortes, 15 prisões de traficantes e apreensões de 16 armas, 3kg de cocaína e 13kg de maconha.

A favela é a única de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, ainda dominada pelo tráfico de drogas: desde 2015, uma ofensiva da milícia expulsou traficantes de todas as outras comunidades do bairro. Os paramilitares, entretanto, não estão satisfeitos: as polícias Civil e Militar já sabem que o principal alvo da milícia na região é a Cidade de Deus.

Via: Jornal Extra

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by