Jornal Povo

Câmara instala comissão para debater a PEC da prisão em segunda instância

A Câmara dos Deputados instalou nesta quarta-feira (4) uma comissão especial para discutir uma mudança na Constituição a fim de permitir a prisão após condenação em segunda instância.

A proposta de emenda à Constituição (PEC) já foi aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) no mês passado.

A matéria voltou a tramitar na Câmara dias após o Supremo Tribunal Federal (STF) mudar de entendimento até então vigente e decidir que a prisão de uma pessoa condenada só pode ser decretada após o trânsito em julgado, quando não cabem mais recursos.

A comissão terá prazo de até 40 sessões para discutir e aprovar um parecer, que será votado em seguida no plenário da Câmara.

O que muda

A PEC modifica os artigos 102 e 105 da Constituição, acabando com o recurso extraordinário, apresentado ao STF, e com o recurso especial, apresentado ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Na prática, pela PEC, o réu só poderá recorrer até a segunda instância e, depois disso, o processo transitará em julgado. O processo até poderá seguir para o STF ou STJ, mas por meio de uma nova ação para questionar aspectos formais da sentença.

O deputado Marcelo Ramos (PL-AM) foi eleito presidente do colegiado e terá a responsabilidade de conduzir os trabalhos. Em seu primeiro mandato como deputado federal, já é a segunda comissão de destaque que ele comanda: no primeiro semestre, ele presidiu a comissão especial que discutiu a reforma da Previdência.

A relatoria ficará a cargo do deputado Fábio Trad (PSD-MS). Advogado, Trad foi presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Mato Grosso do Sul. Na Câmara, presidiu a comissão que elaborou o novo Código de Processo Civil, de 2015.

A PEC tem o apoio do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Segundo ele, o texto é o que “garante mais segurança jurídica”.

Um grupo de parlamentares defende que, em vez de mexer na Constituição, seja alterado o Código de Processo Penal para permitir a prisão após condenação em segunda instância. A proposta está em análise no Senado.

Via: G1






Attention Required! | Cloudflare

Sorry, you have been blocked

You are unable to access jornalpovo.com.br

Why have I been blocked?

This website is using a security service to protect itself from online attacks. The action you just performed triggered the security solution. There are several actions that could trigger this block including submitting a certain word or phrase, a SQL command or malformed data.

What can I do to resolve this?

You can email the site owner to let them know you were blocked. Please include what you were doing when this page came up and the Cloudflare Ray ID found at the bottom of this page.