Jornal Povo

Caso Patrícia Amieiro: PMs são julgados por envolvimento em morte

O julgamento dos quatro policiais militares acusados de envolvimento na morte da engenheira Patrícia Amieiro ocorre desde o início da tarde desta segunda-feira, no Tribunal de Justiça do Rio. A engenheira está desaparecida desde 2008, quando retornava de uma festa, na Zona Sul da cidade. Tratado inicialmente como acidente se carro com desaparecimento do corpo, o caso passou a ser tratado como homicídio após peritos encontrarem marcas de tiros no veículo.

Tânia Regina Amieiro, mãe de Patrícia, acompanha o julgamento segurando um terço e usando brincos e colar que pertenciam à filha. “Ela era a minha princesinha. Fazíamos tudo junto, comprávamos roupas juntas, por exemplo. Fiquei muito tempo sem conseguir comprar roupas. Entrava nas lojas e lembrava dela”, disse.

Tânia guarda esperança em encontrar o corpo da filha. “Eles foram homens em fazer o que fizeram. Poderiam ser homens e falar o que fizeram com ela e onde está o corpo”, afirmou.

Marcos Paulo Nogueira Maranhão e William Luis do Nascimento respondem por tentativa de homicídio qualificado e fraude processual. Já os PMs Fábio da Silveira Santana e Márcio Oliveira dos Santos são acusados apenas pelo segundo crime. Os quatro militares vão a júri popular. Ao todo, nove testemunhas serão ouvidas e, a previsão é de que o julgamento termine nesta terça-feira.

Via: O Dia

Attention Required! | Cloudflare

Sorry, you have been blocked

You are unable to access jornalpovo.com.br

Why have I been blocked?

This website is using a security service to protect itself from online attacks. The action you just performed triggered the security solution. There are several actions that could trigger this block including submitting a certain word or phrase, a SQL command or malformed data.

What can I do to resolve this?

You can email the site owner to let them know you were blocked. Please include what you were doing when this page came up and the Cloudflare Ray ID found at the bottom of this page.