Jornal Povo

Empate com Ceará é reflexo de ano ruim do Botafogo, que prevê reestruturação para 2020

A permanência na Série A é a única coisa que o Botafogo tem a comemorar na temporada. O empate em 1 a 1 com o Ceará, neste domingo, foi apenas um reflexo do que foi o time na temporada e, principalmente, no segundo turno do Brasileirão. O Alvinegro esteve longe de apresentar bom futebol.

Um ano para deixar para trás. Agora, o pensamento é no futuro, que tem tudo para ser diferente. A partir desta semana, o clube começa a planejar 2020 e a pensar na transição para a Botafogo S/A. A expectativa pela profissionalização do futebol é alta.

Números da temporada

  • 59 jogos: 21 vitórias, 9 empates e 28 derrotas
  • 62 gols feitos / 64 gols sofridos
  • No Brasileirão: 13 vitórias, 4 empates e 21 derrotas (13 no returno, quando fez apenas 12 gols)

Meta não alcançada e eliminações

Com a vitória do Fluminense sobre o Corinthians, o Botafogo, que também não fez sua parte no Nilton Santos, ficou fora da Sul-Americana e, além de ter uma competição a menos para disputar em 2020, também perde dinheiro: nos últimos dois anos, o clube arrecadou quase R$ 8 milhões com participações no campeonato internacional.

O ano do Botafogo não teve um ponto alto. O time foi precocemente eliminado do Campeonato Carioca e da Copa do Brasil, além de deixar a Sul-Americana nas oitavas de final. O melhor momento foi no início do Campeonato Brasileiro, quando Eduardo Barroca liderou a equipe em uma série de vitórias. Graças a essa gordura, inclusive, o Alvinegro conseguiu evitar o rebaixamento.

As eliminações e o início ruim de segundo turno foram responsáveis pelas trocas no comando técnico do Botafogo, que teve três treinadores na temporada. Zé Ricardo comandou o time no Carioca e na Copa do Brasil. Eduardo Barroca iniciou o Brasileiro e terminou a Sul-Americana. Alberto Valentim assumiu na reta final.

Apesar de números ruins à frente do Alvinegro, a tendência é que Valentim permaneça no comando em 2020 e comece a planejar a próxima temporada junto com o departamento de futebol. Ele tem contrato até o fim do próximo ano e terá uma reunião com a diretoria na tarde desta segunda para falar do futuro.

Entre as atuações e resultados ruins, o Botafogo também sofreu fora das quatro linhas. As dificuldades financeiras, que impediram o clube de montar uma equipe mais competitiva, interferiram diretamente no vestiário. Em vários momentos, o clube atrasou salários com jogadores e funcionários, o que gerou protestos e indisposição.

Mesmo com o ano muito ruim, a torcida do Botafogo encerra a temporada com esperanças de que 2020 possa ser melhor. A Botafogo S/A caminha bem, e uma reunião no Conselho Deliberativo na próxima quinta-feira deve aprovar o projeto, que visa separar o futebol do clube social para uma profissionalização do departamento a partir da entrada de investidores. No clube, as expectativas são altas também.

O planejamento passa pela montagem do time. Um dos primeiros esforços será para manter Gabriel. O Atlético-MG tem interesse no retorno do zagueiro, que já manifestou o desejo de ficar no Rio. O jogador é um dos pontos positivos do Botafogo na temporada. Principal atleta do elenco, tem o respeito da torcida, comissão técnica, diretoria e companheiros de equipe.

Via: Globo Esporte


Attention Required! | Cloudflare

Sorry, you have been blocked

You are unable to access jornalpovo.com.br

Why have I been blocked?

This website is using a security service to protect itself from online attacks. The action you just performed triggered the security solution. There are several actions that could trigger this block including submitting a certain word or phrase, a SQL command or malformed data.

What can I do to resolve this?

You can email the site owner to let them know you were blocked. Please include what you were doing when this page came up and the Cloudflare Ray ID found at the bottom of this page.