Defensoria e MP querem que prefeitura aplique R$ 284 milhões na Saúde

O Ministério Público estadual e a Defensoria Pública do Estado protocolaram, ontem, uma ação civil pública para que a Prefeitura do Rio aplique, até o fim do ano, R$ 284 milhões na rede municipal de saúde. O valor, segundo a defensora Thaissa Guerreiro, estava previsto na Lei Orçamentária deste ano para a Secretaria de Saúde e foi contingenciado. A ação também pede que a prefeitura instale um gabinete de crise imediatamente, para restabelecer o pleno funcionamento de todas as unidades municipais de saúde.

Segundo Thaissa, houve redução do orçamento da Secretaria municipal de Saúde da ordem de R$ 2,2 bilhões nos últimos três anos. Apenas este ano, segundo a defensora, a queda no orçamento foi de cerca de R$ 1 bilhão.

“A prefeitura alega que os cortes na Saúde foram ocasionados pela queda de receita. Mas isso não procede, pois verificamos aumento de arrecadação em 2019 e 2018. O que está acontecendo é que a prefeitura está priorizando outras áreas, em detrimento da Saúde”, explicou a defensora.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by