Jornal Povo

Militares suspeitos de matar músico com mais de 80 tiros prestam depoimento nesta segunda, no Rio

A Justiça Militar ouve, nesta segunda-feira (16), 12 militares do Exército suspeitos de matar duas pessoas, em Guadalupe, na Zona Norte do Rio, em abril deste ano durante uma ação de patrulhamento. O músico Evaldo Rosa estava indo para um chá de bebê quando o carro da família foi atingido por mais de 80 tiros disparados pelos militares. Evaldo morreu no local.

O tenente Ítalo Nunes, primeiro a depor, disse que, naquela ocasião, os militares haviam sido atacados durante toda a manhã por traficantes da Favela do Muquiço.

Segundo ele, após irem e voltarem do batalhão, os militares viram um assalto praticado por bandidos que usavam um carro parecido com o utilizado pela família do músico Evaldo.

Ainda acordo com o tenente, o grupo de militares foi atacado por bandidos – eles decidiram revidar. Apenas após os tiros, os militares viram a família do músico sair do carro.

O catador de latas Luciano Macedo, que passava no momento dos disparos, também foi atingido e morreu dias depois no hospital. Essa vai ser a primeira vez que cada um dos acusados vai depor individualmente desde o início do processo.

Essa audiência já foi adiada duas vezes. A sessão será conduzida pela juíza federal da Justiça Militar Mariana Queiroz Aquino Campos. Todos os réus respondem ao processo em liberdade, após a concessão de habeas corpus pelo Superior Tribunal Militar (STM).

A versão dos militares é que eles teriam confundido o carro do músico com o de criminosos que haviam praticado um assalto nos arredores.

Via: G1


Attention Required! | Cloudflare

Sorry, you have been blocked

You are unable to access jornalpovo.com.br

Why have I been blocked?

This website is using a security service to protect itself from online attacks. The action you just performed triggered the security solution. There are several actions that could trigger this block including submitting a certain word or phrase, a SQL command or malformed data.

What can I do to resolve this?

You can email the site owner to let them know you were blocked. Please include what you were doing when this page came up and the Cloudflare Ray ID found at the bottom of this page.