Oferta do Valencia e concorrência do Grêmio dificultam Fluminense na briga por Caio Henrique

Uma das prioridades do Fluminense para 2020, a permanência de Caio Henrique está cada vez mais complicada. Na coletiva de apresentação do técnico Odair Hellmann nesta quinta-feira, o presidente Mário Bittencourt revelou que o Atlético de Madrid recebeu uma proposta de 12 milhões de euros (R$ 54 milhões). O GloboEsporte.com apurou que a oferta veio do Valencia. E a alta pedida, aliada à já forte concorrência do Grêmio, dificulta ainda mais a situação do Flu na negociação.

O Atlético de Madrid abriu conversas apenas recentemente, após o fim da temporada no Brasil. No primeiro momento, o clube espanhol acenou ao Fluminense com uma pedida de € 1 milhão (R$ 4,5 milhões) à vista por um novo empréstimo de duração de um ano, com uma cláusula de liberação em caso de proposta do exterior durante a temporada. Neste caso, o Tricolor receberia de volta o valor desembolsado pelo empréstimo, mas não lucraria com uma chamada “taxa de vitrine”. O Flu considerou a proposta cara para um empréstimo nestes moldes ainda com o risco de perder o jogador no meio do ano e respondeu com uma contraproposta de metade do valor.

O surgimento da oferta do Valencia, no entanto, “inflacionou” a negociação. A possibilidade de um negócio de 12 milhões de euros (R$ 54 milhões) diminuiu o interesse do Atlético de Madrid em um novo empréstimo ao Fluminense.

Pesa a favor o desejo de Caio Henrique em permanecer no Brasil, de preferência no Fluminense, clube onde reencontrou o bom futebol e teve temporada de destaque. O lateral/volante acredita que seguindo no país tem mais chances de chegar à Olimpíada de Tóquio. E não é só o Flu que está interessado. O Grêmio também está na briga e outros clubes do país fizeram sondagens.

No entanto, cabe ao Atlético de Madrid bater o martelo sobre qual oferta acha mais interessante. Neste cenário o Grêmio está mais forte que o Flu na disputa em termos financeiros, caso o negócio com o Valencia não vá para frente.

O clube de Laranjeiras sabe que as chances de não ter o jogador em 2020 são altas, mas ainda busca um final feliz. Para isso, busca outras formas de composição e uma das possibilidades estudadas é oferecer ao clube espanhol a prioridade de compra de algum destaque da base.

Via: Globo Esporte


Facebook Comments

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by