Moradores de Belford Roxo sofrem com coleta de lixo irregular; prefeitura diz que vai normalizar

O lixo tomou conta das ruas de Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Há pelo menos uma semana, o serviço de coleta está irregular. Até nas principais vias da cidade o serviço deixou a desejar. Na Avenida Retiro da Imprensa, uma das principais, a calçada foi tomada por sacos e detritos, e o jeito é disputar espaço com os veículos na rua.

— Está assim desde bem antes do Natal. Havia uns galões aqui na rua, mas pegaram e, quando eles não recolhem o lixo, fica tudo espalhado — reclamou o soldador Márcio Alexandre Gonçalves, de 47 anos, morador do bairro Piam.

No acesso a ruas mais estreitas, não há veículos menores — as chamadas burrinhas — para fazerem a coleta. A aposentada Maria da Silva Volotre, de 80 anos, mora na Rua São João, na entrada da comunidade do Castelar, e disse que o recolhimento do lixo foi suspenso lá há muito mais tempo:

— Tem uns quatro anos que os carrinhos não entram nas ruas menores. As pessoas jogam o lixo todo na principal. Como não passaram esses dias, ficou assim.

O problema se repete no bairro São Leopoldo. A sujeira é deixada na via principal, a Avenida Joaquim da Costa Lima, mas não tem sido recolhida com frequência.

— Alguns caminhões que tiravam o lixo saíram das ruas por falta de pagamento. Às vezes, eles não passam. Ou quando passam, não param e seguem — relatou o mecânico Francinaldo do Nascimento Pereira, de 53 anos.

A empresa Líbano Serviços de Limpeza Urbana e Construção Civil Ltda. foi contratada pela Prefeitura de Belford Roxo para realizar os serviços de coleta de resíduos sólidos domiciliares, públicos, de construção civil, verdes e volumosos, além da coleta e tratamento de resíduos de serviços de saúde. O contrato com dispensa de licitação foi firmado em março, por seis meses, no valor de R$ 13.771.703,10. Em setembro, o contrato foi renovado, mas a prefeitura está em atraso com a empresa. Também há lixo acumulado nos bairros Prata, Bom Pastor, Vila Maia, Imbuí.

A prefeitura informou que o pagamento da fatura do mês de novembro já foi efetuado e que a fatura de dezembro será quitada após o término do mês. A Secretaria municipal de Serviços Públicos disse ainda que, devido aos festejos de Natal, o acúmulo de lixo aumentou 60%, ocasionando demora no recolhimento em alguns bairros da rota. Mas garantiu que uma força-tarefa foi montada para solucionar o problema.

Quanto às chamadas burrinhas, a prefeitura respondeu que elas não fazem mais parte do maquinário de recolhimento de lixo no município porque o serviço é feito em todos locais com eficiência. O órgão acrescentou que os bairros Centro e Prata já estão limpos e que nas localidades consideradas áreas de risco, como Bom Pastor e Rua Imbuí, por exemplo, a coleta é regular, excetuando-se os dias em que há operações policiais.

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by