Jornal Povo

Réveillon em Copacabana terá patrocínio de R$ 5,5 milhões de empresas privadas

A festa de réveillon em Copacabana, na Zona Sul do Rio, que tem estimativa de público de 2,8 milhões de pessoas, terá patrocínio de R$ 5,5 milhões de empresas privadas por meio da Lei de Incentivo à Cultura estadual. A verba será repassada diretamente pela TIM e Ambev para a SRCOM, contratada pela prefeitura do Rio para promover a festa. Em troca, as empresas terão desconto no ICMS que seria pago ao estado. A estimativa da prefeitura do Rio é de que a festa custe R$ 13 milhões.

O anúncio sobre os patrocínios foi feito pelo governador do Rio, Wilson Witzel, após uma reunião no Palácio Guanabara com representantes da SRCOM e da TIM. Representantes da Ambev não compareceram ao evento. A SRCOM está negociando o fechamento de outros dois patrocínios pela Lei de Incentivo à Cultura federal (popularmente conhecida como Rouanet) que somam mais R$ 1,5 milhões. O valor restante será custeado pela própria prefeitura, responsável pela realização da festa.

Questionado sobre o patrocínio destinado à festa, Witzel afirmou que o governo do estado fez uma contribuição “decisiva” para o réveillon. Há cerca de dez anos, os investimentos das empresas privadas no réveillon de Copacabana ocorrem vinculados às leis de incentivo à cultura no âmbito federal e estadual. No ano passado, a festa teve o patrocínio de R$ 5,5 milhões da Caixa Econômica Federal, Antarctica (BOA) e Light. Em troca, as empresas divulgam suas marcas no evento, além de receberem a isenção fiscal.

O recebimento dos recursos de incentivo fiscal previstos na Lei de Incentivo à Cultura estadual do Rio depende de análise e aprovação da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (SECEC), com posterior publicação no Diário Oficial do estado. Já em âmbito federal, o projeto precisa ser aprovado pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério da Cidadania para que o benefício seja concedido. O aporte desses recursos, via de regra, é negociado pelos responsáveis pela organização da festa.

– O que nós queremos é colaborar. Tenho ajudado todos os municípios, na medida em que os prefeitos têm me procurado. O município do Rio recebe, sem duvidas, uma atenção especial. Tudo que for possível fazer para ajudar e melhorar mais ainda os eventos do final do ano nós vamos fazer. Este ano, fizemos uma contribuição decisiva para a realização da festa do ano novo e ao longo do ano para todos os eventos realizados, o estado ajudou mutio com a Lei de Incentivo. Quem quiser, estamos aqui para ajudar sempre – afirmou Witzel durante a entrevista.

Este ano, o réveillon de Copacabana terá quatro palcos: o principal, em frente ao Hotel Belmond Copacabana Palace; e outros três, na altura da Rua Anchieta, no Leme; na altura da Rua Hilário de Gouveia; e entre as ruas Bolívar e Barão de Ipanema.

Attention Required! | Cloudflare

Sorry, you have been blocked

You are unable to access jornalpovo.com.br

Why have I been blocked?

This website is using a security service to protect itself from online attacks. The action you just performed triggered the security solution. There are several actions that could trigger this block including submitting a certain word or phrase, a SQL command or malformed data.

What can I do to resolve this?

You can email the site owner to let them know you were blocked. Please include what you were doing when this page came up and the Cloudflare Ray ID found at the bottom of this page.