Delegacia de Copacabana é fechada para atender casos de flagrantes graves

A 12ª DP (Copacabana) ficou praticamente fechada na manhã do primeiro dia do ano para o registro de furtos, perdas e extravio de documentos. O trabalho dos policiais de plantão nesta quarta-feira ficou restrito a flagrantes, a exemplo de um caso de estupro ocorrido na noite do réveillon em que o acusado, um jovem de 19 anos, foi preso. A vítima é uma adolescente de 16 anos. Um policial militar do 19º BPM se posicionou no acesso à delegacia, ao lado de uma barreira feita por objetos de plástico e uma mesa, orientando várias pessoas que lá estiveram a registrar seus casos pela internet ou retornarem na quinta-feira, primeiro dia útil de 2020.

O pai do jovem acusado de estupro estava transtornado na manhã desta quarta-feira na delegacia. Ele disse que passou a virada do ano com a família em Saquarema, na Região dos Lagos, e que o filho não quis acompanhá-lo para poder se encontrar com amigas. Morador de Duque de Caxias, o homem tentava falar com o filho, mas até às 11h não havia conseguido.

— Sempre orientei bem meus dois filhos. Sempre os levei para o caminho do bem. Não sei direito o que aconteceu. Preciso conversar com meu filho, se tiver feito bobagem deverá pagar. Antes de viajar para Saquarema conversei muito com ele. Disse para tomar cuidado no réveillon, para fazer as coisas corretamente — relatou o pai, chegando a chorar.

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by