Flamengo dispensa cinco atletas sobreviventes da tragédia do Ninho do Urubu

Como acontece em todo começo de temporada, a diretoria da categoria de base do Flamengo se reuniu para traçar o planejamento, decidir quais jogadores continuarão e quais serão dispensados para procurarem outros clubes. No total, 27 atletas, entre as categorias Sub-14 e Sub-20, foram comunicados que não ficarão em 2020, entre eles cinco sobreviventes da tragédia do Ninho do Urubu, que aconteceu em fevereiro de 2019 e vitimizou dez pessoas. São eles: Caike Duarte Pereira da Silva (2005), Felipe Cardoso (2003), João Vitor Gasparin Torrezan (2005), Naydjel Callebe Boroski Struhschein (2005) e Wendel Alves Gonçalves (2005).

As avaliações internas de cada atleta levam em consideração, principalmente, parte técnica e projeção no Flamengo. Como os 27 não foram aprovados em todos os critérios acabaram sendo desligados para procurarem outros clubes. Além disso, a diretoria da categoria de base entende que a liberação desses respectivos atletas é uma forma de fazer com que eles encontrem um time aonde possam atuar mais e darem sequência à sua formação e desenvolvimento como jogadores.

Os comunicados são feitos pelos supervisores das categorias que os jogadores estavam atuando e sempre por telefone, já que são atletas do Brasil inteiro. Cada supervisor comunica aos familiares dos atletas de sua respectiva categoria, como acontece nos demais clubes brasileiros.

Via: O Dia

Facebook Comments

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by