Bolsonaro critica Witzel por ter gravado telefonema com Mourão no ‘viva voz’

O presidente Jair Bolsonaro disse, nesta segunda-feira, que ficou incomodado com o vídeo divulgado pelo governador do Rio, Wilson Witzel (PSC), onde o chefe do Executivo Fluminense aparece gravando uma ligação no “viva voz” com o vice-presidente Hamilton Mourão – atual presidente em exercício.

“Ele, pelas imagens, está no seu carro e um assessor filma. E ele liga para o presidente em exercício. Eu acho que não é usual alguém fazer isso. Eu não gostaria que fizessem comigo, não interessa qual seja o assunto. O que se trata por telefone tem que ser reservado”, afirmou Bolsonaro, a repórteres em Nova Délhi, na Índia.

As imagens foram divulgadas por Witzel em seu perfil no Twitter, onde aparece falando com o vice-presidente Mourão sobre as fortes chuvas no Norte e Noroeste do Rio. Ele pede apoio do governo federal.”O maior problema agora é água. Estou com uma grande quantidade de água lá no Rio de Janeiro e precisava trazer para cá (…) Bom Jesus (do Itabapoana) também está sem água, porque as bombas estão submersas, tá metade da cidade submersa. Nós já pedimos o (sic) Ministério da Defesa para fazer o protocolo e estou passando para o senhor essa nossa necessidade”, disse o governador.

Em resposta, Mourão avisou que o governo está ciente da situação e que vai pedir auxílio para o ministro Fernando Azevedo, da Defesa.

“Qualquer coisa a gente apoia mais alguma coisa aí no Rio de Janeiro, governador”, respondeu Mourão.O governo do Estado do Rio divulgou nota à imprensa na manhã desta segunda-feira para dizer que o vídeo teve a intenção de tranquilizar os moradores de cidades do noroeste do estado, fortemente atingidas pelas chuvas. “A informação de que os governos estadual e federal estarão juntos para atender demandas básicas da população da região não tem qualquer outra conotação que não demonstrar união num momento de necessidade do povo. Por isso é importante e de interesse público”, diz o texto.

“A disposição de auxiliar a região demonstrada pelo presidente em exercício, Hamilton Mourão, é prova do compromisso com as vítimas dessa calamidade que trouxe grandes prejuízos a várias cidades fluminenses. Ressalte-se que o telefonema carateriza uma conversa de trabalho, buscando uma solução para um problema específico. E a sensibilidade demonstrada pelo presidente em exercício evitará o sofrimento de milhares de pessoas”, completa a nota.

Via: O Dia

Facebook Comments

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by