Aeroporto lotado, festa e corredor humano: Botafogo-PB apresenta o lateral Léo Moura

O saguão do Aeroporto Castro Pinto, em João Pessoa, ficou lotado. A festa foi grande para recepcionar Léo Moura no começo da tarde desta sexta-feira. Cantos entoados, batuque e um corredor humano da torcida do Botafogo-PB para o lateral após sair da porta de desembarque. O momento teve direito a muitas selfies e vídeos.

No aeroporto, cerca de 2 mil torcedores, segundo estimativa do marketing do clube (a Polícia Militar da Paraíba informou que não levanta esse dado por ser uma área da Infraero), recepcionaram Léo Moura, que não deu entrevista. Ele seguiu para o CT do Botafogo-PB, onde foi apresentado oficialmente e conversou com a imprensa.

– Nunca passei por um momento desse de ser recebido dessa forma. Fiquei muito feliz e emocionado. Agradecer a todos que foram ao aeroporto. Espero que dentro de campo possa fazer o que essa torcida espera. Toda a diretoria que fez esse esforço em me trazer aqui… O primeiro contato foi com Warley (ex-Selecão, Grêmio e São Paulo, que hoje é gerente de futebol). Obrigado, Warley. Ele foi o cara que começou e depois falou com o presidente, treinador, a diretoria inteira. Fico feliz em acreditarem em mim. Pode ter certeza que vou fazer o máximo para dar alegria a todos vocês.

No aeroporto, cerca de 2 mil torcedores, segundo estimativa do marketing do clube (a Polícia Militar da Paraíba informou que não levanta esse dado por ser uma área da Infraero), recepcionaram Léo Moura, que não deu entrevista. Ele seguiu para o CT do Botafogo-PB, onde foi apresentado oficialmente e conversou com a imprensa.

– Nunca passei por um momento desse de ser recebido dessa forma. Fiquei muito feliz e emocionado. Agradecer a todos que foram ao aeroporto. Espero que dentro de campo possa fazer o que essa torcida espera. Toda a diretoria que fez esse esforço em me trazer aqui… O primeiro contato foi com Warley (ex-Selecão, Grêmio e São Paulo, que hoje é gerente de futebol). Obrigado, Warley. Ele foi o cara que começou e depois falou com o presidente, treinador, a diretoria inteira. Fico feliz em acreditarem em mim. Pode ter certeza que vou fazer o máximo para dar alegria a todos vocês.

No aeroporto, cerca de 2 mil torcedores, segundo estimativa do marketing do clube (a Polícia Militar da Paraíba informou que não levanta esse dado por ser uma área da Infraero), recepcionaram Léo Moura, que não deu entrevista. Ele seguiu para o CT do Botafogo-PB, onde foi apresentado oficialmente e conversou com a imprensa.

– Nunca passei por um momento desse de ser recebido dessa forma. Fiquei muito feliz e emocionado. Agradecer a todos que foram ao aeroporto. Espero que dentro de campo possa fazer o que essa torcida espera. Toda a diretoria que fez esse esforço em me trazer aqui… O primeiro contato foi com Warley (ex-Selecão, Grêmio e São Paulo, que hoje é gerente de futebol). Obrigado, Warley. Ele foi o cara que começou e depois falou com o presidente, treinador, a diretoria inteira. Fico feliz em acreditarem em mim. Pode ter certeza que vou fazer o máximo para dar alegria a todos vocês.

O lateral-direito de 41 anos, com passagens marcantes por Grêmio e Flamengo, falou sobre em qual posição vai atuar no Botafogo-PB: no setor de origem, onde construiu uma carreira vitoriosa, ou no meio?

– Tanto na lateral, como no meio, vou ajudar de qualquer forma. Vou conversar com o treinador, onde ele prefere que eu coloque meu futebol à disposição. Esperar para que ele decida. Gosto muito de jogar na lateral. Toda minha carreira pude jogar e desfrutar daquilo que eu sei fazer que é jogar futebol. Mas se precisar também de mim no meio também me sinto muito bem em jogar. Agora está nas mãos do treinador. O que ele decidir vou acatar.

Léo Moura vai vestir no Botafogo-PB a camisa 88, em alusão à idade do clube. Mas também tem outros significados para ele:

– É um número que gosto também, é o ano de nascimento da minha esposa e tive a felicidade de vestir a camisa 88 no Grêmio e conquistar títulos. Acredito que aqui não vai ser diferente, pode ter certeza.

Depois da entrevista coletiva, o jogador foi apresentado no gramado do CT com direito a muitos fogos e saudações da torcida nas arquibancadas. No começo da noite, Léo Moura participa de uma ação dentro de um shopping, no bairro de Mangabeira, com direito a fotos e autógrafos para sócios-torcedores.

Mais trechos da primeira entrevista de Léo Moura

Responsabilidade pelo tetracampeonato estadual e acesso à Série B

Eu sei da responsabilidade que é vestir a camisa do Botafogo-PB e que vou ter com meus companheiros para conquistar o tetra, a Copa do Nordeste e o acesso. Estou vindo com muita gana de ganhar os títulos que vamos disputar. Vou pedir que me ajudem nessa caminhada. Meus companheiros vão ter um jogador muito focado para conquistar esses títulos.

Condição física

Eu já queria jogar amanhã. Eu estava treinando no Rio, mantendo a forma na equipe do Boa Vista. O preparador físico, na semana passada, já me passou uma série de trabalhos para fazer. Agora é treinar com o grupo para pegar ritmo com a bola para ficar à disposição.


Sobre o elenco

Eu tive o prazer de jogar com o Wellington Cézar, no Santa Cruz, Conheço o Fred, já joguei contra o Juninho no Campeonato Gaúcho. O Rodrigo Andrade eu já conheço do Rio de Janeiro. Eu já estou em casa. Conheço metade do time. Tenho certeza que vamos estar bem entrosados.

Sobre Evaristo Piza

Já está no cargo há muito tempo. Junto do Renato Gaúcho (do Grêmio), é um dos treinadores que já tem bastante tempo no clube. Vou estar aqui para ajudar à bola parar de bater na trave e começar a entrar.

O que sabia da cidade?

Eu sempre soube que esse povo é muito quente e carinhoso. Eu pude ver isso no aeroporto. Já ouvi falar muito das praias de João Pessoa, mas nunca tive o prazer de aproveitar das praias. Agora eu vou ter esse prazer. Isso pesou bastante, pela qualidade de vida, pela minha família, que daqui a pouco está chegando. Eu espero ficar aqui por muito tempo. Eu estava ali dentro (na sala da diretoria) e alguém falou que “quem bebe dessa água, não sai daqui nunca mais”. Aí eu bebi o copo todo. Quero desfrutar jogando futebol e aproveitando. Espero que minha família seja muito feliz aqui, que é o mais importante.

Facebook Comments

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by