Jornal Povo

Balança comercial tem déficit de R$ 1,74 bilhão em janeiro, pior resultado para o mês em 5 anos

A balança comercial registrou déficit de US$ 1,745 bilhão em janeiro deste ano, informou nesta segunda-feira (3) o Ministério da Economia.

Quando as exportações superam as importações, o resultado é de superávit. Quando acontece o contrário, o resultado é de déficit.

Esse foi o pior resultado para o mês de janeiro desde 2015, ou seja, em cinco anos. No mesmo mês do ano passado, o saldo ficou superavitário em US$ 1,697 bilhão.

Exportações e importações

De acordo com o governo federal, as exportações somaram US$ 14,430 bilhões em janeiro, e as importações, US$ 16,175 bilhões.

Na comparação com janeiro do ano passado, as exportações tiveram queda de 20,2%; enquanto as importações registraram recuo menor: de 1,3%.

No caso das exportações, houve retração na venda de produtos básicos (-11,9%), manufaturados (-27,7%) e, também, de semimanufaturados caíram (-25,2%).

Nas importações, o governo federal informou que recuaram as aquisições de combustíveis e lubrificantes (-15,3%) e de bens intermediários (-3,4%). Entretanto, subiram as compras de bens de capital (+6,6%) e de bens de consumo (+6,9%).

Mercados compradores

De acordo com o governo, os principais compradores de produtos brasileiros em janeiro foram:

  1. China, Hong Kong e Macau: US$ 3,672 bilhões;
  2. Estados Unidos: US$ 1,617 bilhão;
  3. Argentina: US$ 680 milhões;
  4. Países Baixos: US$ 532 milhões;
  5. Cingapura: US$ 388 milhões.

Ano de 2019 e projeções

No ano passado, a balança comercial registrou superávit de US$ 46,6 bilhões. Com isso, o saldo positivo, assegurado principalmente pela exportação de produtos básicos, ficou 19,6% abaixo do de 2018.

A expectativa do mercado financeiro para este ano é de nova queda do saldo comercial. Segundo pesquisa realizada pelo Banco Central na semana passada, a previsão para 2020 é de um saldo positivo de US$ 37,3 bilhões nas transações comerciais do país com o exterior.

O Banco Central, por sua vez, prevê um superávit da balança comercial de US$ 32 bilhões neste ano – com exportações em US$ 225 bilhões e compras do exterior no valor de US$ 193 bilhões.

O Ministério da Economia, que não divulgou projeção para o saldo comercial de 2020, avaliou que o “menor dinamismo” do comércio internacional deve ser visto como um “fenômeno estrutural e não cíclico” e que a Argentina “continuará sendo um fator negativo”.

Via: G1

Attention Required! | Cloudflare

Sorry, you have been blocked

You are unable to access jornalpovo.com.br

Why have I been blocked?

This website is using a security service to protect itself from online attacks. The action you just performed triggered the security solution. There are several actions that could trigger this block including submitting a certain word or phrase, a SQL command or malformed data.

What can I do to resolve this?

You can email the site owner to let them know you were blocked. Please include what you were doing when this page came up and the Cloudflare Ray ID found at the bottom of this page.