Obras de escola técnica começam em Queimados Mais uma conquista do mandato do deputado Max Lemos

Max Lemos é autor da lei de implantação da Escola Técnica em Queimados.
Foto: Dep. Max Lemos Sec.Leonardo Rodrigues e Pref. Carlos Vilella

Em companhia do prefeito de Queimados, Carlos Vilela, do secretário municipal de Educação, Lenine Lemos e do secretário de Estado de Ciência e Tecnologia, Leonardo Rodrigues, o deputado estadual Max Lemos (MDB) participou na manhã desta segunda-feira (17/02) do lançamento das obras de instalação da escola técnica do município. A nova unidade vai funcionar no antigo Ciep 023, Jesus Soares Pereira, no Bairro Fanchem, com Faetec, Instituto Federal de Educação (IFRJ) e Polo Cederj. Um investimento de R$ 5 milhões, previsto para ser inaugurado em seis meses. “Teremos na cidade um pulmão de tecnologia e graduação. Mais uma vitória do nosso mandato”, afirmou o deputado.

 O público prestigiou o evento no Ciep 023

Max contou, durante a solenidade, que o Ciep 023 foi uma indicação de seu pai, Iran Lemos, quando exercia o mandato de vereador em Nova Iguaçu. “A emoção é muito grande. Quando assumi a prefeitura encontrei este Ciep com apenas 132 alunos. Lutamos muito junto ao governo do estado para revitalizá-lo e implantar um programa educacional, pois naquele momento, tínhamos cerca de cinco mil alunos fora das salas de aula, mas não tivemos resposta. Não desistimos. Estamos nessa luta há muitos anos buscando vários caminhos e agora conseguimos. Parabéns ao prefeito Vilela que sempre abraçou esta ideia”, disse Max.

Lei sancionada pelo governador

Em dois de abril do ano passado, o deputado Max Lemos apresentou ao governador Wilson Witzel o Projeto de Lei nº 319/2019, solicitando a implantação da Escola Técnica em Queimados. “Essa importante conquista é fruto de uma lei de nossa autoria, sancionada pelo governador, por quem tenho muita gratidão.Tenho que agradecer sempre ao Witzel pela parceria com o nosso mandato e com a cidade de Queimados”, declarou o deputado.


Max deu continuidade aos agradecimentos e disse: “Destaco também o empenho do secretário Leonardo Rodrigues e do presidente da Alerj, André Ceciliano, pela ajuda na aquisição de recursos que viabilizaram a realização de mais um grande projeto para população. Enfim, não posso esquecer do IFRJ, uma das maiores instituições de ensino do Brasil, na figura do seu reitor Rafael Almada e toda a equipe pela dedicação intensa para que pudéssemos tirar esse projeto de largo alcance social do papel. Obrigado pelos dias especiais e anormais. Outro dia fui chamado de anormal pelo prefeito de Nova Iguaçu e cheguei a conclusão que ser atuante é ser anormal”, retrucou Max.


Pesquisa vai indicar cursos


Durante a solenidade, o secretário Leonardo Rodrigues informou que as grades de cursos técnicos e de graduação ainda não fora. definidas. “Vamos fazer uma pesquisa junto às empresas do Polo Industrial de Queimados para saber quais são as profissões desempenhadas naquela área. Dessa maneira estaremos qualificando alunos para trabalharem na cidade onde vivem, fortalecendo assim também o comércio local”,  anunciou.


Antes de encerrar o discurso, Leonardo fez um novo anúncio: “Queimados cresceu muito com o Max. Seu passado como prefeito é intocável. O crescimento continua agora com Vilela. É um exemplo de desenvolvimento econômico. Por isso, o governador Witzel pediu que anunciasse hoje para a população que o município vai ganhar também, em breve, a Casa da inovação. Um projeto que tem como objetivo levar conhecimentos de informática, entre outros, a jovens e pessoas da terceira idade. Será a primeira cidade a receber”, informou.


Satisfeito com a nova escola, o secretário de Educação do município, Lenine Lemos, ressaltou o esforço do deputado Max para ressuscitar o Ciep com um novo projeto educacional. “O Vilela é um iluminado. Além de ter o melhor Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) da nossa história, vai inaugurar essa escola técnica. Ele enfrentou e venceu a crise. Muito obrigado, deputado Max Lemos, pela indicação fundamental para a nossa cidade”, salientou.

Atenta às informações, a dona de casa, Valéria Santana, 47, fez questão de parabenizar o deputado. “Agradeço muito ao Max Lemos que trouxe a Faetec para a nossa cidade. Não é só meu filho que será favorecido, mas todos os jovens, que agora terão oportunidade de se preparar para o mercado de trabalho. Estou muito feliz pelo acontecimento”, relatou a dona de casa, Valéria Santana, 47 anos, moradora do bairro Fanchem.

Fonte: Jornalista Ana Rocha Carvalho.

Por/ Arinos Jornalista

Facebook Comments

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by