Tombo de Lexa entra para coleção de quedas na Sapucaí; relembre outros

O tombo de Lexa em sua estreia como rainha de bateria da Vila Isabel, nesta segunda-feira (24), não foi o primeiro e nem será o último da história da Marquês de Sapucaí. Como ela mesmo disse (e fez): caiu, levanta e segue em frente. O samba tem que continuar.

Em 2011, quem ficou marcada no desfile da Grande Rio foi Ana Hickmann. Da primeira vez, ela caiu de botas. Aí resolveu tirar os calçados. Nem por isso resolveu o problema. Minutos depois, foi ao chão novamente.

Há 16 anos…

Até a bailarina Claudia Raia desceu do salto alto num dia de chuva em 2004, quando desfilava pela Beija Flor de Nilópolis.

Duas vezes Grande Rio

Em 2007, Grazi Massafera ficou de joelhos depois de derrapar pela Grande Rio. Também pela Grande Rio, mas cinco anos depois, Mirella Santos se atrapalhou duas vezes com uma sandália de amarrar.

Duas quedas na Vila

Lexa não foi a única que caiu nesta segunda – nem mesmo a única que caiu na Vila. Minutos antes, o traiçoeiro piso da avenida fez outra vítima: um componente foi ao chão enquanto a musa Dandara Oliveira evoluía no setor um.

Mestre-sala ficou só

Um dos casos mais críticos ocorreu no ano passado, quando Jéssica Ferreira despencou. A porta-bandeira da Unidos de Padre Miguel caiu (também) no choro e precisou ser carregada. Coube ao mestre-sala Vinícius Henrique seguir sozinho.

Facebook Comments

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by