Corpo de homem que se afogou tentando salvar família é enterrado na Zona Norte

Rio – “Ele morreu fazendo o certo, o que Deus pede para todos nós, coisa que a gente não vê mais nesse país”, desabafou Adolfo Ferreira Batista, irmão mais novo de Wellington Ferreira Batista, de 40 anos, que morreu afogado, em Acari, na Zona Norte do Rio, no domingo.

De acordo com parentes de Wellington, ele tentava ajudar uma mulher e duas crianças que estavam ilhadas, devido aos alagamentos provocados pelo temporal que atingiu o Rio no fim de semana, quando pisou em um bueiro descoberto e acabou se afogando. O corpo da vítima foi encontrado preso a uma tubulação.

O pai de Wellington, Fernando Batista, 68, conta que o filho enfrentava problemas com bebidas alcoólicas, mas era um bom filho.

“Ele era uma pessoa legal, compreensiva, infelizmente essa tragédia causou a morte dele. A família agora está arrasada, a gente não sabe nem o que dizer, o que pensar” lamentou Fernando.

O pai de Wellington disse que não conhece as pessoas que foram resgatadas pelo filho e que não foi procurado por elas. O corpo do homem foi enterrado nesta terça-feira, no Cemitério de Irajá, também na Zona Norte.

“Meu irmão era uma pessoa muito boa, muito íntegra, gostava de ajudar o próximo. A gente não culpa ninguém, eu só peço para os nosso governantes olharem mais para o povo brasileiro, para a favela de Acari, toda chuva é isso e cadê o pessoal ajudando lá?”, afirmou Adolfo.

Wellington deixa quatro filhos, dos quais apenas uma morava com ele, e uma companheira com quem vivia há oito anos.

Fonte: O Dia

Facebook Comments

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by