Funcionários denunciam fechamento da enfermaria pediátrica do Hospital Federal do Andaraí, no Rio

Funcionários do Hospital Federal do Andaraí, na Zona Norte do Rio, denunciam o fechamento da enfermaria pediátrica da unidade devido à falta de médicos no setor.

Um documento obtido pela TV Globo atesta a ordem do coordenador técnico-assistente do hospital de bloquear todos os leitos da enfermaria pediátrica devido à falta de recursos humanos. Segundo os funcionários, a emergência da unidade está restrita, atendendo apenas casos graves.

Ainda de acordo com as denúncias, os funcionários afirmam que o diretor do Hospital do Andaraí prometeu, há 2 meses, a contratação de novos médicos, mas as equipes nunca chegaram à unidade.

Fotos enviadas ao Bom Dia Rio mostram os leitos vazios enquanto mães afirmam que as crianças são encaminhadas para outras unidades. Em um áudio, um dos funcionários narra a rotina de trabalho no hospital e afirma que vagas na unidade foram negadas.

‘Muitas vezes, a gente recebia o telefonema, avisando da Central de Regulação que viria uma criança de fora, e essa criança não chega. É quando é entrado em contato, e aí negam a vaga. A gente só sabe dizer que há muitas crianças necessitando dessas vagas e que estão sendo negadas’, afirma.

‘A situação é de caos’

Em 2019, a Defensoria Pública da União (DPU) entrou na Justiça contra o governo federal após o descumprimento do acordo de contratação de 4 mil funcionários para os hospitais federais no Rio de Janeiro.

De acordo com o defensor público federal Daniel Macedo, as seis unidades federais podem parar de funcionar em maio caso não haja contratações de funcionários.

‘Hoje, os seis hospitais vivenciam sua pior crise dos últimos dez anos. É o mesmo tempo que não há concurso para os seus hospitais federais. Nós temos um déficit de 8.143 profissionais de saúde e, agora, no dia 31 de maio, mais 4 mil profissionais serão mandados embora por contratação temporária. Então, é uma situação de caos. Se até o dia 31 de maio não houver contratação temporária, isso significa que os seis hospitais federais vão fechar, vão se tornar inviáveis dentro do Rio de Janeiro’, afirma Daniel.

Em junho de 2019, o Hospital Federal do Andaraí chegou a ser parcialmente interditado pelo Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (Cremerj), que afirmou que o local estava funcionando em péssimas condições, com pacientes, segundo o conselho, sendo tratados de forma desumana.

Em nota, a direção do Núcleo de Gestão dos Hospitais Federais no Rio de Janeiro (NUHF) disse que determinou a reabertura imediata de leitos, ‘considerando a capacidade atual do Serviço de Pediatria do Hospital Federal do Andaraí (HFA)’.

Além disso, informou que a autorização de processo seletivo para a contratação de 4 mil postos de trabalho nas seis unidades está em fase final de avaliação técnica no Ministério da Saúde.

Via: G1

Facebook Comments

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by