Jornal Povo

Bovespa opera em forte alta em dia de recuperação nos mercados globais

O principal índice da bolsa de valores brasileira, a B3, disparava nesta sexta-feira (13), após o tombo de mais de 14% da véspera, em dia de recuperação nas principais bolsas do mundo, sinalizando uma trégua após fortes perdas na semana na esteira do clima de pânico nos mercados com a pandemia de coronavírus.

Às 10h55, o Ibovespa subia 5,68%, a 76.705 pontos. Mais cedo, chegou a disparar acima de 15%, batendo 83.758 pontos. Veja mais cotações.

Entre as maiores altas, Vale subia 17% e Petrobras saltava 11%. Cia Hering liderava os ganhos, com avanço de mais de 16%.

Já o dólar era negociado em queda de mais de 2%, abaixo de R$ 4,70.

No dia anterior, o Ibovespa tombou 14,78%, a 72.582 pontos, no patamar mais baixo desde 28 de junho de 2018 (71.766 pontos), após duas interrupções das negociações ao longo da sessão. Foi a maior queda diária desde 10 de setembro de 1998, quando a bolsa despencou 15,82%, e o mundo lidava com os efeitos da crise da Rússia. Foi a 4ª vez na história da B3 que os negócios foram paralisados duas vezes na mesma sessão.

Perdas de quase R$ 490 bilhões em 1 dia

No ano, o principal índice da bolsa brasileira acumulou até a véspera uma queda de 37,24%. Em valor de mercado, as companhias listadas na bolsa perderam R$ 489,2 bilhões apenas nesta quinta-feira. No ano, elas já encolheram R$ 1,528 trilhão.

O catalisador para o tombo generalizado nas bolsas nesta quinta foi a decisão do presidente norte-americano Donald Trump, anunciada na noite de quarta, de proibir viagens da Europa para os Estados Unidos por 30 dias.

O tombo nos mercados só não foi maior porque o Federal Reserve de Nova York anunciou que irá injetar US$ 1,5 trilhão no sistema financeiro.

Cenário externo e doméstico

Nesta sexta-feira, as bolsas da Europa e os preços do petróleo subiam, sinalizando uma sessão de ajuste, em meio a ações de bancos centrais para minimizar os impactos econômicos do coronavírus.

Nesta sexta-feira, vários BC anunciaram pacotes de estímulos e medidas para tentar com atenuar os efeitos da pandemia nas respectivas economias, bem como nos seus mercados, entre eles o Banco do Japão e o Banco do Povo da China.

“Investidores continuarão avaliando o novo nível de preços – agora muito mais atrativos – contra os riscos latentes da conjuntura atual”, destacou a equipe da Guide Investimentos, acrescentando, porém, que ainda espera extrema volatilidade em razão da manutenção da incerteza sobre os impactos do Covid-19 e da guerra de preços do petróleo.

Na cena doméstica, a expectativa é em torno da próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central , que decide na próxima quarta-feira (18) a nova taxa básica de juros, hoje em 4,25%. Cresce no mercado a aposta de um novo corte na Selic em meio às reduções nas projeções para a alta do PIB em 2020.

No Brasil, as atenções também estavam voltadas para o resultado do exame de coronavírus feito pelo presidente Jair Bolsonaro, após um após um integrante de sua comitiva presidencial em viagem aos Estados Unidos ter resultado positivo em teste para o novo vírus.

Fonte: G1

Attention Required! | Cloudflare

Sorry, you have been blocked

You are unable to access jornalpovo.com.br

Why have I been blocked?

This website is using a security service to protect itself from online attacks. The action you just performed triggered the security solution. There are several actions that could trigger this block including submitting a certain word or phrase, a SQL command or malformed data.

What can I do to resolve this?

You can email the site owner to let them know you were blocked. Please include what you were doing when this page came up and the Cloudflare Ray ID found at the bottom of this page.