Jornal Povo

OS REFLEXOS DO CORONAVÍRUS NAS RELAÇÕES TRABALHISTAS: BREVES CONSIDERAÇÕES

 

Em meio a pandemia do coronavírus, observa-se uma crescente dificuldade de se conseguir um ambiente salubre de trabalho. Como consequência disso, diversos empregadores deverão adotar posturas que assegurem o cumprimento das determinações de autoridades públicas. Porém, deverão atentar-se para eventuais medidas judiciais que minimizem os prejuízos financeiros, que, infelizmente, já são uma realidade.
Neste viés, em apertada síntese, algumas medidas podem ser pensadas:

1- Férias coletivas:
As férias poderão ser antecipadas aos empregados. Importante não esquecer do pagamento que deve ocorrer com 48h de antecedência (S. 450, TST).
Diante da situação atípica, “vale a pena” correr o risco de desrespeitar o artigo 135 da CLT.

2- Licença remunerada:
As faltas são abonadas, ou seja, o empregado recebe o salário mesmo sem trabalhar. Se a licença for superior a 30 dias, o empregado perde o direito as suas férias proporcionais e se inicia novo período aquisitivo.

3- Acordo:
O empregador poderá acordar por escrito que o período de afastamento será compensado em horas extras, sendo no máximo 2 horas extras diárias até 45 dias.

4- Convenção coletiva ou acordo coletivo:
Através de convenção coletiva ou acordo coletivo é possível a suspensão do contrato de trabalho e da redução salarial.

*Fique atento:*

– Empregador deve assegurar pelo menos 1 salário mínimo ao empregado COMISSIONISTA, independente do volume das vendas.
– Não pode haver diminuição do salário fixo, independente da redução da atividade econômica, exceto com previsão em norma coletiva específica e expressa.
– O salário deve ser pago ao empregado que está de quarentena e as faltas são consideradas licença médica.
– Horas de trabalho em casa contam como jornada de trabalho.
– Pode ser considerado acidente de trabalho atípico o empregado infectado no ambiente de trabalho
– O empregado que recusar utilizar EPI (máscara, luvas, álcool gel etc) poderá ser punido com advertência, suspensão e/ou justa causa.

Elyne Portella

Portella Advogados
E-mail: [email protected]

Attention Required! | Cloudflare

Sorry, you have been blocked

You are unable to access jornalpovo.com.br

Why have I been blocked?

This website is using a security service to protect itself from online attacks. The action you just performed triggered the security solution. There are several actions that could trigger this block including submitting a certain word or phrase, a SQL command or malformed data.

What can I do to resolve this?

You can email the site owner to let them know you were blocked. Please include what you were doing when this page came up and the Cloudflare Ray ID found at the bottom of this page.