Jornal Povo

Contas de água, luz e gás: saiba quais as mudanças no RJ durante a pandemia do coronavírus

Enquanto estiver em vigor o plano de contingência do Governo do Rio de Janeiro para evitar a disseminação do novo coronavírus, o fornecimento de serviços essenciais – água e esgoto, luz e gás – não pode ser interrompido por falta de pagamento.

É o que determina lei sancionada pelo governador Wilson Witzel no último dia 23. O projeto é um dos nove apresentados por deputados estaduais para oferecer proteção à população durante a pandemia.

Segundo o texto publicado em edição extra do Diário Oficial, a medida também estabelece que, passado o período de emergência, as concessionárias devem oferecer ao consumidor forma de parcelar a dívida.

Água e esgoto

A partir da determinação do governo, a Cedae (Companhia Estadual de Água e Esgoto) suspendeu todos os serviços de corte de abastecimento. Sendo assim, a empresa garantiu não haver interrupção do fornecimento de água.

No dia 26, a companhia informou também ter suspendido a cobrança de contas com vencimentos em maio, junho e julho, para os consumidores que pertencem às categorias de tarifa social e comércio de pequeno porte. De acordo com a concessionária, estão nesse grupo aproximadamente 230 mil matrículas, benefício que a empresa estima contemplar 1 milhão de pessoas.

A medida, aprovada pelo Conselho de Administração da empresa, se aplica às categorias de tarifa social e comércio de pequeno porte. As demais categorias receberão suas contas normalmente.

Luz

As mudanças também incluem a conta de luz. Enel (antiga Ampla) e Light, que fornecem energia elétrica, foram proibidas de interromper os serviços por falta de pagamento.

A Light informou que foram suspensos alguns serviços, como a “aferição de medidor e deslocamento ou remoção de dede ou poste”. Esses atendimentos só poderão ser solicitados de novo a partir do dia 24 de junho, através dos canais de atendimento da Light.

A Enel, também é distribuidora de energia no estado, precisa necessariamente seguir a mesma determinação e se abster de cortar o fornecimento dos clientes que estão em débito.

No site da empresa, foram apresentadas algumas sugestões para que os consumidores evitem ter um gasto muito alto de luz. E no último dia 19, a companhia anunciou que o atendimento presencial em postos de atendimento estavam temporariamente paralisados.

Gás

A Naturgy, distribuidora de gás natural no RJ, também anunciou mudanças diante da pandemia e está impedida de cortar o fornecimento enquanto a crise durar.

A empresa informou que só está agendando serviços por demanda dos clientes. Nesses casos, a companhia explicou que os técnicos tem seguido protocolos comuns de utilização de equipamentos de proteção individual e uso de máscaras.

Em comunicado, a companhia também informou que a central de atendimento 0800 770 4242 está funcionando 24h e que estão sendo priorizadas situações emergências. A empresa recomendou que serviços não urgentes sejam agendados para depois da crise.

Attention Required! | Cloudflare

Sorry, you have been blocked

You are unable to access jornalpovo.com.br

Why have I been blocked?

This website is using a security service to protect itself from online attacks. The action you just performed triggered the security solution. There are several actions that could trigger this block including submitting a certain word or phrase, a SQL command or malformed data.

What can I do to resolve this?

You can email the site owner to let them know you were blocked. Please include what you were doing when this page came up and the Cloudflare Ray ID found at the bottom of this page.