Contratações da década: cinco reforços que marcaram o Botafogo desde 2011

Desde 2011, mais de 100 jogadores foram contratados pelo Botafogo, mas poucos têm o privilégio de dizer que foram marcantes para o clube e ficaram nos corações dos torcedores. Mas é justamente o que os cinco nomes desta lista têm em comum. Abaixo, Veja a lista as principais contratações que desembarcaram em General Severiano nesta década.

Elkeson (2011)

Elkeson defendeu o Botafogo em 2011 e 2012 — Foto: Wagner Meier / AGIF)
Elkeson defendeu o Botafogo em 2011 e 2012 — Foto: Wagner Meier / AGIF)

A década começou para o Botafogo com um jogador que rendeu gols e muito dinheiro ao clube. Elkeson não conquistou títulos, mas teve um desempenho que deixa saudades no torcedor até hoje, mesmo com a passagem de menos de dois anos. Foram 26 gols em 92 jogos em 2011 e 2012.


O atacante chegou ao Rio depois de se destacar pelo Vitória. Foi contratado em maio, por R$ 4,7 milhões. Em novembro do ano seguinte, a performance acima da média fez o jogador ser vendido para o Guangzhou Evergrande-CHN por nada menos que seis milhões de euros (quase R$ 17 milhões na época). Hoje, Elkeson está consolidado na China, virou ídolo e até mudou de nome para se tornar cidadão chinês: “Ai Kesen”.

Seedorf (2012)

Camisa 10 pendurou as chuteiras no Bota — Foto: André Durão/GloboEsporte.com
Camisa 10 pendurou as chuteiras no Bota — Foto: André Durão/GloboEsporte.com

O grande jogador que a geração mais nova de botafoguenses viu vestir a camisa da estrela solitária. Nascido no Suriname e nacionalizado holandês, o meia chegou ao Alvinegro após desfrutar de uma carreira multicampeã na Europa, principalmente por Real Madrid-ESP e Milan-ITA. Foi uma das grandes contratações da década não só em General Severiano, mas em todo o futebol brasileiro.

No Botafogo, Seedorf chegou em 2012. Foram 81 jogos e 24 gols marcados. O meia fez parte de um time que tomou a dianteira no futebol carioca em 2013, foi campeão estadual e fez um Brasileirão de destaque. Tanto que chegou a brigar ponto a ponto com o campeão Cruzeiro em parte do campeonato. No Nilton Santos, a experiência e os ensinamentos que o camisa 10 repassou são valorizados até hoje.

Joel Carli (2016)

Zagueiro é herói do título de 2018 — Foto: Vitor Silva/Botafogo
Zagueiro é herói do título de 2018 — Foto: Vitor Silva/Botafogo

Capitão e xerife, o argentino chegou ao Botafogo há quase cinco anos e construiu uma trajetória de muita identificação com a camisa alvinegra. A liderança e a raça em campo se tornaram referências para o torcedor, que guarda com carinho principalmente o gol na final emocionante do Campeonato Carioca de 2018, o último título conquistado pelo clube.

O zagueiro foi contratado em dezembro de 2015 para a primeira experiência internacional da carreira. Chegou com 29 anos e rapidamente virou o grande nome da defesa, que na época tinha jogadores de talento, mas muito jovens, como Emerson Santos e Igor Rabello. São 164 jogos e seis gols pelo clube. Em 2020, Carli faz a quinta temporada no Alvinegro e ainda é um dos principais jogadores do elenco, apesar de não ter mais o mesmo prestígio com os torcedores dentro de campo e ter perdido espaço no time titular.

Gatito Fernández (2017)

Gatito fez defesas importantes nos últimos anos — Foto: André Durão/GloboEsporte.com
Gatito fez defesas importantes nos últimos anos — Foto: André Durão/GloboEsporte.com

Gatito colocou no banco de reservas nada menos do que Jefferson, um dos maiores ídolos da história do Botafogo. Só isso já é motivo suficiente para sustentar a presença do goleiro nesta lista. O paraguaio foi contratado para 2017 e no mesmo ano foi um dos protagonistas de uma campanha histórica na Copa Libertadores.

No momento em que Jefferson estava fora de combate, o goleiro pôs fim ao rodízio e tomou a posição depois de ser o herói da classificação contra o Olimpia-PAR. Naquela campanha, o Botafogo chegou até as quartas de final e foi eliminado pelo Grêmio, duelo que muitos trataram como final antecipada. De lá para cá, o camisa 1 construiu fama de pegador de pênaltis em 134 jogos com a camisa alvinegra.

Erik (2018)

Erik se sentiu em casa no Botafogo — Foto: André Durão/GloboEsporte.com
Erik se sentiu em casa no Botafogo — Foto: André Durão/GloboEsporte.com

A união entre carisma e talento para marcar gols é perfeita para conquistar o coração de qualquer torcedor. Foi o que Erik conseguiu fazer no Botafogo. Contratado em agosto de 2018, o atacante deixou General Severiano exatamente um ano depois, em agosto de 2019.

Pouco tempo, mas o suficiente para cativar as arquibancadas, os companheiros e a diretoria, que fez um esforço danado para mantê-lo de um ano para outro. Foram 46 jogos e 14 gols com a camisa da estrela solitária. A depender do botafoguense, os números seriam ainda maiores, mas o atleta foi vendido pelo Palmeiras ao Yokohama Marinos, do Japão.

Relembre todas as contratações

  • 2019: 8 reforços

Alan Santos, Alex Santana, Cícero, Diego Cavalieri, Diego Souza, Gabriel, Gustavo Ferrareis e Victor Rangel.

  • 2018: 11 reforços

Aguirre, Alessandro, Erik, Jean, Kieza, Leandro Carvalho, Luiz Fernando, Marcelo, Moisés, Renatinho e Yago.

  • 2017: 12 reforços

Arnaldo, Brenner, Gatito, Gilson, Guilherme, João Paulo, Joel, Jonas, Leo Valencia, Marcos Vinicius, Montillo e Roger.

  • 2016: 17 reforços

Alemão, Anderson Aquino, Bruno Silva, Camilo, Canales, Diogo Barbosa, Dudu Cearense, Emerson Silva, Geovane Maranhão, Gervasio Nuñez, Joel Carli, Lizio, Marquinho, Rodrigo Lindoso, Salgueiro, Sidão e Victor Luis.

  • 2015: 22 reforços

Alisson, Bazallo, Bill, Camacho, Daniel Carvalho, Diego Giaretta, Diego Jardel, Elvis, Luis Ricardo, Lulinha, Navarro, Neilton, Pedro Rosa, Pimpão, Renan Fonseca, Roger Carvalho, Ronaldo, Serginho, Tássio, Thiago Carleto, Tomas Bastos e Willian Arão.

  • 2014: 24 reforços

Airton, Alex, Anderson, André Luís, Carlos Alberto, Bruno Correa, Helton Leite, João Gabriel, Jorge Wagner, Juan Ferreyra, Júnior César, Luis Ramírez, Maikon Aquino, Mario Bolatti, Mario Risso, Murillo, Murilo Souza, Régis Souza, Rodrigo Souto, Rogério, Ronny, Wallyson, Zeballos.

  • 2013: 8 reforços

André Bahia, Bolívar, Dankler, Edílson, Elias, Henrique Almeida, Júlio César, Rodrigo Defendi.

  • 2012: 14 reforços

Amaral, Andrezinho, Brinner, Bruno Mendes, Fellype Gabriel, Jobson, John Lennon, Lodeiro, Lucas Lima, Matheus Menezes, Rafael Marques, Seedorf, Vinicius Colombiano e Vitor Junior.

  • 2011: 15 reforços

Alex Azeredo, Alexandre Oliveira, Arévalo Rios, Bruno Cortez, Elkeson, Éverton, Fabrício, Felipe Menezes, Gustavo, João Filipe, Léo Bartholo, Lucas, Márcio Azevedo, Renato, Rodrigo Mancha e Thiago Galhardo.

Fonte: Globoesporte

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by