Ex-assessor de Carlos Bolsonaro ocupa chefia eventual da Funarte

O novo diretor-executivo da Fundação Nacional de Artes (Funarte), Luciano da Silva Barbosa Querido, foi designado nesta quinta-feira (7) ao cargo de substituto eventual do presidente da entidade. A nomeação foi publicada no Diário Oficial, em ato assinado pelo ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

Querido deve exercer a presidência da Funarte interinamente até que um nome definitivo seja nomeado para a função. 

Nomeado diretor-geral da entidade na última terça, Luciano Querido é ex-assessor do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro. Ele atuou no gabinete de Carlos na Câmara de Vereadores entre 2002 e 2017, conforme consta em seu currículo, disponível em uma rede social.

A presidência da Funarte segue vaga desde terça, quando o maestro Dante Mantovani teve sua nomeação revogada, em menos de 24 horas, em edição extra do Diário Oficial da União.

Mantovani, que já criticou publicamente a atual secretária da Cultura Regina Duarte, havia sido exonerado do mesmo cargo em março, quando Regina assumiu a pasta.

Fonte: CNN

Facebook Comments

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by