Jornal Povo

Município promove campanha contra a violência sexual de crianças e adolescentes

Rio das Ostras – Todos os anos, em 18 de maio, o Brasil promove o Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Em 2020, a vigilância por parte do Governo e sociedade civil deve ser maior, já que em muitos casos os violentados e agressores estão mais próximos devido ao isolamento social por causa da pandemia do Coronavírus.

Em reunião, na tarde da última quinta, representantes da Secretaria de Bem-Estar Social e do Conselho Tutelar se reuniram para construir uma estratégia de divulgação da rede de atendimento para que o maior número possível de pessoas seja atendido.

Estiveram presentes na reunião representantes da Secretaria de Bem-Estar Social, por meio das equipes técnicas do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e do Centro de Atendimento à Mulher (Ceam), e do Conselho Tutelar. No encontro, analisaram os atendimentos e acompanhamento dos casos no período de pandemia.

De acordo com informações do Conselho Tutelar, nesses quatro meses de 2020 a média mensal é 140 atendimentos, com casos de violência sexual, maus tratos, conflitos familiares, violência física, orientações para guarda judicial, entre outras.

Durante a reunião, concluíram que, mais do que nunca, é importante que a comunidade se conscientize e aja ao identificar algum caso. A falta de intervenção faz com que as agressões persistam e se auto reforcem, formando um círculo vicioso, no qual as situações de tensão passam a ser resolvidas por meio de agressões e violação de direitos.

Segundo os técnicos da Secretaria de Bem-Estar Social, quando uma criança ou um adolescente sofre abuso e maus-tratos, não importa a natureza, normalmente perde a autoestima. Com isso torna-se retraído, sem confiança nos adultos, e com dificuldade de estabelecer relações harmônicas com outras pessoas.

“As políticas públicas são pensadas e implementadas a partir de informações e dados da realidade. Portanto, o adulto, ao denunciar esses casos, não deve ter mais medo do que criança ou adolescente vítima de violência, pois esses são os mais vulneráveis e precisam contar o nosso apoio. Somente assim as medidas cabíveis podem ser tomadas e o ciclo de violência interrompido o mais breve possível”, disse Eliara Fialho, secretária de Bem-Estar Social de Rio das Ostras.

CAMPANHA – A campanha do 18 de maio em Rio das Ostras é um chamamento para que todos possam fazer a sua parte e não se calar diante de qualquer tipo de violência contra as crianças e os adolescentes. É preciso enfrentar esse mal e articular a rede de proteção para que essa violação de direito seja superada em nossa sociedade.

Em Rio das Ostras, um dos principais articuladores da ação é o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA).

EDUCAÇÃO – A Secretaria de Educação, Esporte e Lazer também está engajada nessa mobilização e na disseminação de informações para que crianças e adolescentes, por meio de atividades pedagógicas, possam conhecer o tema e ter acesso aos contatos dos órgãos municipais de proteção.

ATENDIMENTO – O Conselho tutelar está funcionando diariamente em horário com escalonamento e plantão 24h. O Ceam e os Cras funcionam de segunda a sexta, das 9h às 15h.

O Creas faz acompanhamento dos casos de forma remota via telefone e, quando necessário, por visita domiciliar. Também promove abordagem social semanalmente na rua durante o dia e a noite. No caso de encontrar crianças ou adolescentes em situação de rua ou violência, a equipe técnica, formada por psicólogos, assistentes sociais e orientador social, direciona os casos de acordo com a demanda identificada durante a abordagem.

TELEFONES – E para reforçar o atendimento na rede, os participante concluíram que é muito importante comunicar os contatos telefônicos para pedido de ajuda. São eles: Conselho Tutelar – 2760-7384 e (22) 99969-4785; Delegacia de Polícia – 2771-4003; Creas – 2771-6409; Ceam – 2771-3125 e WhatsApp (22) 99870-8546; Patrulha Maria da Penha – 0800 022 6301 e (22) 2771-5000; e o disque 100.

Fonte: O Dia

Attention Required! | Cloudflare

Sorry, you have been blocked

You are unable to access jornalpovo.com.br

Why have I been blocked?

This website is using a security service to protect itself from online attacks. The action you just performed triggered the security solution. There are several actions that could trigger this block including submitting a certain word or phrase, a SQL command or malformed data.

What can I do to resolve this?

You can email the site owner to let them know you were blocked. Please include what you were doing when this page came up and the Cloudflare Ray ID found at the bottom of this page.