Jornal Povo

Jornalista é morto a tiros em Araruama, no RJ

Um jornalista e pré-candidato a vereador foi morto a tiros na tarde desta quarta-feira (13) em Araruama, na Região dos Lagos do Rio.

Leonardo Pinheiro tinha 39 anos e era conhecido na cidade por ser líder comunitário, atuar em projetos sociais e trabalhar em portais de notícias locais. Atualmente ele estava à frente da página “A Voz Araruamense”.

A vítima deixou esposa e um filho.

O crime aconteceu no bairro Parati e, de acordo com relatos de moradores, Leonardo entrevistava algumas pessoas quando homens chegaram em um carro, atiraram contra a vítima e depois fugiram.

De acordo com a Polícia Militar, os policiais foram acionados mas, quando chegaram ao local, já encontraram a vítima sem vida. A área foi isolada e a perícia acionada.

Leonardo Pinheiro atuava como repórter em sua página de notícias local e era conhecido por seus trabalhos comunitários — Foto: Reprodução/Redes Sociais
Leonardo Pinheiro atuava como repórter em sua página de notícias local e era conhecido por seus trabalhos comunitários — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Leonardo Pinheiro era filiado ao partido Patriota. O partido emitiu uma nota sobre o assassinato do pré-candidato.

“É com muito pesar que o diretório estadual do Patriota do Rio de Janeiro comunica a morte do nosso filiado e pré-candidato a vereador por Araruama Léo Pinheiro. Ele foi vítima de homicídio no bairro Parati enquanto participava de uma entrevista ao lado de moradores da comunidade. Léo Pinheiro esteve à frente do projeto Casa da Família, em que demonstrava toda sua vocação comunitária no sentido de auxiliar o povo daquela cidade da Região dos Lagos. Lamentamos profundamente que a vida de um companheiro nosso tenha se perdido graças a mais um de tantos casos de violência no estado do Rio de Janeiro. Nossos pêsames aos familiares e nossa solidariedade a toda população de Araruama que perde um lutador pelas boas causas da comunidade”, diz a nota.

Em Araruama, Leonardo também trabalhou no portal “Fala Araruama”. A página também emitiu uma nota de repúdio ao crime.

O assassinato está sendo investigado na 118ª Delegacia de Polícia. Nenhum suspeito foi preso até as 9h30 desta quinta-feira (14).

A Polícia Civil informou que diligências estão em andamento para esclarecer o caso.

Fonte: G1

Attention Required! | Cloudflare

Sorry, you have been blocked

You are unable to access jornalpovo.com.br

Why have I been blocked?

This website is using a security service to protect itself from online attacks. The action you just performed triggered the security solution. There are several actions that could trigger this block including submitting a certain word or phrase, a SQL command or malformed data.

What can I do to resolve this?

You can email the site owner to let them know you were blocked. Please include what you were doing when this page came up and the Cloudflare Ray ID found at the bottom of this page.