Alexandre Martins defende governo transparente e participativo em Buzios

ENTREVISTA – ALEXANDRE MARTINS, PRÉ-CANDIDATO À PREFEITURA DE BÚZIOS

O Jornal Povo fez uma entrevista com Alexandre Martins, pré-candidato a prefeito de Búzios. Alexandre é casado, pai e trabalhou por 20 anos no ramo da construção civil. Ficha limpa, na carreira política ele já foi vereador de 2005 a 2008, logo depois chegou a ser vice-prefeito de Búzios entre 2009 a 2012 e também passou pelas secretarias de saúde e administração da cidade.

Nessa nova tentativa pela cadeira da gestão municipal da cidade, Alexandre afirma que está motivado e com o pensamento de praticar a nova política na cidade. Ele também diz que o fato de ter chegado tão perto de ser prefeito nas eleições de 2016 o despertou a vontade de fazer mais, e que por isso entrou novamente na disputa desse ano. Leia a entrevista a seguir:

JORNAL POVO – Que sentimento lhe move a disputar a prefeitura da cidade de Búzios e o que lhe faz acreditar que sairá vitorioso deste pleito?

ALEXANDRE MARTINS – “Disputei a minha eleição para prefeito em 2016 e fui considerado eleito. Entre os aptos eu fui primeiro e o TSE me anunciou como eleito. E isso me motivou porque eu fiz uma campanha limpa, acreditando na mudança e acho isso importante, a nova política, não ficar fazendo o toma lá dá cá. E acredito muito, pois nosso grupo tem sido um grupo forte, um grupo de juventude que veio e que está acreditando muito com uma mentalidade diferente, uma mentalidade de querer fazer mudança. Uma cidade que tem um recurso muito grande e muito mal administrada. Vemos aí a instabilidade que tivemos nesses quatro anos, onde o prefeito saiu várias vezes por ser ficha suja. Então eu acredito muito na nova política, a política que estamos acreditando que terá sucesso”.

JORNAL POVO – Você já exerceu diversos cargos públicos, inclusive de vereador e vice- prefeito e se preserva como político ficha limpa. Qual é a formula?

ALEXANDRE MARTINS – “A fórmula para ser ficha limpa é ter muita responsabilidade com a coisa pública, que quem está ali é funcionário da população e precisa prestar contas disso. Honestidade não é favor, é obrigação. A fórmula é ter cautela, ter cuidado. Saber o que está fazendo”.

JORNAL POVO – Quais, em sua avalição, são os principais problemas enfrentados pela população da cidade e o que fazer para solucionar?

ALEXANDRE MARTINS – “Minha avaliação de cara é a saúde. Nós temos uma série de problemas no setor. Hoje na pesquisa é o que mais tem rejeição. O motivo é a falta de investimento. Não temos maternidade, não temos centro de imagem, precisamos de um P.U mais ampliado na Rasa, tem que ter leitos, laboratórios, e não vemos isso. Vemos muito investimento em praças e enquanto isso as ruas estão esburacadas e isso tem incomodado muito à população. Aliás, outra coisa que está deixando a desejar na nossa cidade é o saneamento básico. Isso é fundamental para nossa cidade, que é turística e está sendo jogado esgotos nas praias. Isso tem afetado diretamente o nosso turismo. Outro problema é falta de emprego, porque se investe pouco em turismo. Até hoje não se tem uma rodoviária decente na cidade. É uma falta de ordenamento, pois é onde o turismo entra e isso tumultua muito, porque apesar de ser uma cidade turística é uma cidade pequena e isso atrapalha a mobilidade urbana também. Acredito que é importante fazer uma rodoviária na entrada da cidade, colocar ordem nos caminhões de carga e descarga, que fica circulando o dia inteiro. Então isso é o que a cidade precisa: Uma distribuição de serviços”.

JORNAL POVO – Onde você identifica as principais deficiências da atual administração da cidade?

ALEXANDRE MARTINS – “Falta de transparência. Tanto que responde a inúmeros processos. A instabilidade de um prefeito que concorreu com liminar e teve 12 vezes saindo do mandato e voltou com tantas liminares. E essa instabilidade não deixa dar sequência a uma gestão, óbvio. E acho também que a falta de participação na população naquilo que ela tinha que participar, que é a escolha de onde investir o recurso público. Esse distanciamento é muito ruim. É um governo que demonstra esse distanciamento desde o início, que só, infelizmente só fazem obras no período eleitoral. E ainda fazem obras erradas”.

JORNAL POVO – Você considera o orçamento municipal suficiente para a realização de uma gestão eficiente e realizadora?

ALEXANDRE MARTINS – “Búzios nunca teve problema com falta de recursos. Nós temos para esse ano R$ 310 milhões para 40 mil habitantes. Um recurso muito alto. E repito: A gestão não sabe gerir esse recurso naquilo que a população mais precisa. Temos escolas que, uma tem ar-condicionado e a outra nem ventilador tem. Vimos também, infelizmente, problema na distribuição de cestas básicas e na compra delas, um superfaturamento que o Ministério Público ainda está investigando. Búzios tem sido noticiada com coisas ruins para à população. Desvio disso, gasto excessivo daquilo. Nunca faltou recursos para a cidade, mas falta gestão”.

JORNAL POVO – A recente pandemia expôs muita deficiência na saúde, principalmente na atenção básica que é responsabilidade das cidades. Como pretende estruturar o sistema de saúde na cidade?

ALEXANDRE MARTINS – “A pandemia só veio para colocar a cereja num bolo que já estava ruim. Hoje não temos um centro de Imagem. Tem que colocar o paciente numa ambulância e leva-lo para o município vizinho para fazer uma tomografia. Falta uma policlínica nova. Reformaram a antiga, mas não adianta. Precisamos de uma nova. Tem que ter um polo de atendimento para saúde, tem que ter maternidade. Tem que fazer o que a população mais precisa. É muito importante quando você encaminha o serviço para os bairros que mais precisam. Tudo que a população tem que fazer é ir para o hospital, e na verdade você acaba os sobrecarregando. Se o serviço ficar mais próximo da população e com qualidade, isso com certeza desafoga o hospital”.

JORNAL POVO – Turismo é uma importante fonte de recursos para cidade. Quais são seus projetos para fortalecer o setor?

ALEXANDRE MARTINS – “Turismo é o que move a cidade. Se não temos turismo nada funciona. É importante investir no turismo. É importante criar a BÚZIOS TOUR, que inclusive é algo que temos discutido, para que ela tenha mais autonomia. É importante a divulgação, propaganda, participação das feiras. Isso também passa por uma infraestrutura da cidade. O turista quando vem não fica só nas praias. Ele vai para o turismo ecológico, setor cultural. Uma agenda de eventos também é importante. Quando se organiza a cidade e recebe bem o turista, ele vai sair falando bem da cidade. Acredito que com esse novo modelo da BÚZIOS TOUR vai ser muito melhor”.

JORNAL POVO – O que a população de Búzios pode esperar se você for empossado como prefeito em janeiro de 2021?

ALEXANDRE MARTINS – “Pode esperar de mim muita transparência, muita luta, muito trabalho e muita dedicação. Acredito muito em um trabalho técnico, e isso é o que eu acho que a população espera. Tem que ter resultado, tem que ter meta e de fato resultado das secretarias como um todo. Búzios precisa cuidar das praias, cuidar do meio ambiente. E isso tudo é um conjunto. Precisamos de um espaço cultural. E podem esperar de mim com certeza a maior dedicação do mundo. Nosso objetivo é deixar um legado. Acreditamos a Búzios de 2020 para trás e a Búzios de 2021 para frente serão completamente diferentes. Será um ano completamente diferente”.

Facebook Comments

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by