Contemplados do programa Minha Casa Minha vida em Nova Iguaçu esperam 7 anos por suas casas

Obras do conjunto Parque Laranjeiras começaram em 2013 e até hoje não fora entregues.

“Eu não tenho condições de pagar um aluguel. Estou morando de favor na casa e uma amiga há dois anos”. Essas são as palavras da dona  Fátima. Ela faz parte do grupo de moradores que já estão há 7 anos esperando a entrega do condomínio Parque Laranjeiras, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. O conjunto habitacional faz parte do programa Minha Casa Minha vida e é financiado pelo Banco do Brasil com crédito pela prefeitura. Já era para os apartamentos terem sido entregues desde 2016.

Entre os anos de 2013 e 2015, começaram as obras e os sorteios. Nesse tempo as obras foram assumidas pela construtora Ancora Engenharia. Foi feito um projeto com 2 mil apartamentos, área de lazer completa, minicampo de futebol, espaço fitness, playground e salão de festa. Foi garantido a entrega aos moradores em 2016. Entretanto, 2016 chegou e as obras foram paralisadas, sendo retomadas dois anos depois, em dezembro 2018, sob responsabilidade de uma nova construtora: A M.Rocha. Nesse ano as obras tiveram um avanço e a M.Rocha deu o prazo de entregar o condomínio em dezembro de 2019. O prazo até foi cumprido, porém, ainda não foi dessa vez que os moradores conseguiram entrar em suas casas.

Fátima contou ao JORNAL POVO que em todo esse tempo ela vai a prefeitura saber quando que poderá se mudar, mas desde quando se inscreveu até hoje, não respostas concretas de quando isso vai acontecer.

Fátima se inscreveu em 2016

“Eu vou na prefeitura e eles colocam que está tudo certo nos documentos e que é só esperar a entrega do condomínio. Já não aguento mais. Eu queria tanto que saísse logo Laranjeiras, que ele fosse entregue pra gente. Eu quero sair da casa dos outros. É muita humilhação”, diz ela.

E além da Fátima, outros moradores continuam à espera da realização do sonho da casa própria, que foi transformado no pesadelo da incerteza. Rosimery , que já está há 5 anos na fila de espera. Ela, que morava às margens de um rio, hoje está morando também de favor esperando a entrega de seu apartamento.

“Eu quero pedir encarecidamente que nos ajudem. Preciso muito. Além de mim, outros conhecidos estão passando pela mesma situação. Teve gente que até já morreu na fila de espera por uma casa própria. Muitos estão morando de favor e não é fácil. Com a pandemia fica difícil de trabalhar, de pagar aluguel. O que me resta é continuar agregada na casa de um amigo”, disse.

Rosimery está há cinco anos esperando pela sua casa

Já a Vera, que trabalha vendendo empadinhas na rua, está parada por conta da pandemia e tendo que morar de favor na casa de uma amiga porque não tem como pagar aluguel. Ela é uma das contempladas do condomínio e espera há cinco anos pela chave de seu apartamento.

“Eu ouvi dizer que já está tudo pronto, mas eles ainda não entregaram nossas casas. Fica muito difícil, estou morando na casa de uma amiga e eu preciso ajudar na alimentação e nos gastos. E com a pandemia, não estou conseguindo sair para vender minhas empadas. É uma coisa muito chata. Precisamos de respostas”, disse.

Vera mora de favor na casa de uma amiga

Condomínio foi barrado na vistoria

Quando as obras foram concluídas, faltavam fazer as vistorias necessárias para que  prefeitura concedesse o habite-se, documento que atesta o final de uma obra (ou parte dela) e que a mesma está em condições de habitabilidade.  Esse documento não foi concedido. O motivo é que o Corpo de Bombeiros e a Cedae teriam reprovado os sistemas de segurança e de fornecimento de água. Isso foi em 2019, mas só foi passado para os moradores do condomínio em fevereiro deste ano, durante uma reunião de esclarecimento feita com a construtora M.Rocha e com o Banco do Brasil. Uma nova reunião seria marcada para o mês de março para definir conclusão das vistorias pendentes e discutir a entrega dos apartamentos, mas ela foi cancelada porque, segundo apuração do JORNAL POVO, o representante do Banco do Brasil não pode estar presente.

Condomínio Parque Laranjeiras ainda não foi entregue aos moradores. Imagens mostram a obras aparentemente quase prontas.

Prefeitura ainda não entregou, mesmo com tudo certo dessa vez

O JORNAL POVO também apurou que todas as vistorias do condomínio já foram sim concluídas, e que a prefeitura de Nova Iguaçu só ainda não entregou os apartamentos aos moradores porque não pode fazer um evento de inauguração por conta do novo coronavírus. Isso, de acordo com essas informações, serviria para promover a gestão municipal em cima dessa situação.

A prefeitura de Nova Iguaçu informou ao JORNAL POVO que as obras do condomínio ainda não estão concluídas e tem previsão de término para o final de julho. De acordo com a nota, apenas a Light aprovou a vistoria no prédio, e que ainda falta a Cedae e o Corpo de Bombeiros, e que só depois dessas aprovações pendentes é que o Habite-se poderá ser emitido. Só assim o Banco do Brasil poderá solicitar a autorização do Ministério das Cidades que faça a entrega. Depois disso tudo, por fim poderão começar os tramites que antecedem a entrega. Mas a prefeitura ainda não deu prazo de quando isso deve acontecer devido a pandemia do novo coronavírus.

Os contemplados fazendo uma manifestação em frente a prefeitura de Nova Iguaçu.

Confira a nota na íntegra:

“As obras ainda não estão concluídas e sua previsão de término é no final de julho. Ainda falta ter a aprovação das concessionárias. No momento apenas a Light aprovou, restando ainda a Cedae e o Corpo de Bombeiros.

Somente após a aprovação das concessionárias e do Corpo de Bombeiros é que a Prefeitura de Nova Iguaçu pode emitir o habite-se. Com ele, o Banco do Brasil, responsável pelo empreendimento, pode solicitar a autorização ao Ministério das Cidades para que faça a entrega. Em seguida, pode-se iniciar as etapas que antecedem a entrega, como os eventos de sorteio e escolha das unidades habitacionais. Devido a pandemia do coronavírus, ainda não se sabe quando serão realizados esses eventos”.

Facebook Comments

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by