Jornal Povo

Polícia procura líder de quadrilha que furta combustíveis na Baixada

Rio – O Portal dos Procurados divulgou, nesta sexta-feira, um cartaz para ajudar o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) e a Polícia Civil com informações sobre o paradeiro de Denílson Silva Pessanha, o ‘Maninho do Posto’, de 48 anos. De acordo com agentes, ele é apontado como líder de uma organização criminosa que furta combustível na Baixada Fluminense. 

Ainda segundo a polícia, a recompensa, que antes era de R$ 1 mil, foi para R$ 5 mil. A denúncia aponta que os criminosos atuavam desde 2015 tanto no Rio de Janeiro, como em Duque de Caxias, Minas Gerais e São Paulo, perfurando as instalações dos veículos e retirando o óleo. 

A quadrilha já foi alvo da operação ‘Ouro Negro’, realizada em 2017 pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco). Na ocasião, foram cumpridos 11 mandados de prisão preventiva e 26 de busca e apreensão contra o grupo criminoso que, apenas no ano de 2016, desviou cerca de 14 milhões de litros dos oleodutos causando um prejuízo de aproximadamente R$ 33,4 milhões.

As investigações apontam ainda que de 2017 até este ano, foram denunciados 74 integrantes da organização criminosa, tendo sido expedidos pelo Judiciário, 62 mandados de prisão e outros 110 de busca e apreensão em endereços ligados aos denunciados. Seis criminosos, entre eles ‘Maninho do Posto’, foram condenados a penas que variam de quatro a sete anos de prisão.

Contra ‘Maninho’ foi expedido mandado de prisão pelo crime de organização criminosa. Quem tiver qualquer informação a respeito da localização do criminoso, pode denunciar pelos números: (21) 98849-6099; 2253-1177 ou pelas redes sociais do Disque-Denúncia.

Fonte: O Dia

Attention Required! | Cloudflare

Sorry, you have been blocked

You are unable to access jornalpovo.com.br

Why have I been blocked?

This website is using a security service to protect itself from online attacks. The action you just performed triggered the security solution. There are several actions that could trigger this block including submitting a certain word or phrase, a SQL command or malformed data.

What can I do to resolve this?

You can email the site owner to let them know you were blocked. Please include what you were doing when this page came up and the Cloudflare Ray ID found at the bottom of this page.