Lava-Jato de Curitiba vê criação de órgão para unificar forças-tarefas como saída para pacificação com Aras

A Lava-Jato de Curitiba vê a criação da Unac, órgão que unificaria todas as forças-tarefas voltadas para combate à corrupção, como única saída para pacificar a relação com o procurador-geral da República, Augusto Aras.

É consenso entre integrantes da força-tarefa paranaense que a criação do órgão é a melhor maneira de “institucionalizar” as investigações da magnitude da Lava-Jato. O grupo, porém, defende que a unidade seja blindada de escolhas diretas do procurador-geral da República.

Na visão dos investigadores de Curitiba, o ideal é que a coordenação da Unac seja subordinada a um subprocurador independente da escolha de Aras. Uma das possibilidades é que a definição deste coordenador seja feita pelo Conselho Superior do Ministério Público.

Integrantes da força-tarefa têm dito que não “querem guerra” com Aras e que a nota emitida ontem para rebater as críticas do procurador-geral à Lava-Jato tinha o propósito de defendê-los.

– Nosso objetivo é encontrar uma saída para a investigação, para não se perder o q foi conquistado – afirmou um integrante da força-tarefa de Curitiba.

O projeto, surgiu em gestão anteriores a de Aras mas tem seu apoio.

Fonte: O Globo

Facebook Comments

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by