Vazamento de óleo nas Ilhas Maurício: navio japonês se parte em dois

O navio que vazou toneladas de petróleo na costa das Ilhas Maurício, na África, se partiu em dois, disseram autoridades neste sábado (15).

“Por volta das 16h30 [do sábado, horário local], um grande destacamento da seção dianteira do navio foi observado”, disse o Comitê Nacional de Crise das Maurícias em comunicado.

O navio de propriedade japonesa, MV Wakashio, encalhou em Pointe d’Esny no final de julho e começou a vazar toneladas de petróleo em uma lagoa intocada do Oceano Índico na semana passada.

Uma grande operação de limpeza envolvendo milhares de voluntários locais estava em andamento. Mas uma rachadura dentro do casco do navio se expandiu no início desta semana, de acordo com o operador do navio, Mitsui O.S.K. Lines, uma empresa japonesa.

Tal Harris, coordenador de comunicações do Greenpeace Africa International, disse que as autoridades “decretaram a área como zona proibida” e os voluntários foram solicitados a cessar as atividades.

No início desta semana, Sunil Dowarkasing, ex-estrategista do Greenpeace International e ex-membro do parlamento em Maurício, disse que um dos três tanques de óleo do navio já havia vazado para o oceano e as tripulações estavam tentando remover o óleo dos outros tanques antes o navio se partiu.

Não está claro quanto óleo foi removido antes de sábado. No início desta semana, a operadora Mitsui O.S.K. Lines, disse que cerca de 1.180 toneladas de óleo vazaram do tanque de combustível do navio – com cerca de 460 toneladas recuperadas manualmente do mar e da costa. O navio transportava cerca de 3.800 toneladas de óleo combustível com muito baixo teor de enxofre e 200 toneladas de óleo diesel, segundo o operador.

O primeiro-ministro Pravind Jugnauth declarou estado de emergência ambiental. “Estamos em uma situação de crise ambiental”, disse Kavy Ramano, ministro do Meio Ambiente do país.

O derramamento está perto de dois ecossistemas marinhos ambientalmente protegidos e da reserva do Blue Bay Marine Park. Nas proximidades existem várias praias turísticas populares e plantações de mangais.

O MV Wakashio estava a caminho da China para o Brasil quando encalhou no recife em 25 de julho.

Fonte: CNN

Facebook Comments

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by