Saúde: Comissão da Câmara de Nova Iguaçu realiza audiência de prestação de contas

O diretor-geral do Hospital Geral de Nova Iguaçu, doutor Joé Sestello, o secretário executivo do Fundo Municipal de Saúde, Matheus José, subsecretários e a equipe técnica da Secretaria municipal de Saúde e Miroval Santos, conselheiro do Conselho Municipal de Saúde, participaram, nesta manhã (22), da audiência pública, realizada pela Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores, de prestação de contas da pasta em relação ao 1º quadrimestre de 2020. O principal foco de atuação da Secretaria, neste período, foi o combate e prevenção à covid-19.

O vereador Dr Cacau, presidente da Comissão de Saúde da CMNI, lamentou a ausência do secretário de Saúde, Manoel Barreto. Carlos Alberto da Silva e Souza, subsecretário de Planejamento, Projetos e Auditoria, apresentou o relatório. “Pela primeira vez, não realizamos atendimentos para moradores de outros estados do país, como costuma ser praxe no Hospital da Posse. A pandemia é a responsável por este quadro. Afirmo que está descartada a segunda onda da covid em Nova Iguaçu, mas o achatamento da curva ainda está longe de acontecer”, afirmou.

Dr. Joé descreveu como tem acontecido o atendimento no Hospital da Posse e na Maternidade Mariana Bulhões. “Construímos o Hospital Modular apenas para pacientes com covid. 66 respiradores e 44 monitores foram colocados à disposição. Apesar de atendermos pessoas de todos os lugares do estado, o que sangra muito nosso orçamento, estamos conseguindo realizar um bom trabalho”, explicou.

O vice-presidente da Comissão de Saúde, vereador Fabinho do Maringá solicitou que fosse enviada à Câmara relação dos agentes comunitários de saúde que estão trabalhando e qual a produção dos mesmos. Christian Teixeira, subsecretário de Vigilância falou sobre o serviço realizado pelo Samu, esclarecendo que as ambulâncias têm o funcionamento determinado pelo sistema de regulação, em resposta à vereadora Renata da Telemensagem. Os vereadores Marcelo Lajes e Paulinho da Padaria lembraram que os pacientes de oncologia na cidade estão sofrendo bastante e que é preciso medidas urgenciais para resolver os problemas enfrentados por ele.

O presidente Felipinho Ravis e o vereador Alexandre da Padaria também participaram da audiência.

Fonte: CMNI.

Por: Arinos Jornalista.

Facebook Comments

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by