Jornal Povo

PM é suspeito de matar a mulher e atirar contra os sogros, em São Gonçalo; ferida está em estado grave

Uma tragédia abalou uma família de São Gonçalo, na Região Metropolitana, após um Policial Militar ser autuado em flagrante por suspeita de feminicídio contra a sua mulher e por atirar contra os sogros. O crime aconteceu na casa da família, localizada no bairro Zé Garoto, na madrugada de quarta-feira, dia 23. O cabo Leandro Alves de Siqueira, de 37 anos, teria atirado em Priscilla da Veiga Freitas, de 32 anos, e ainda baleado os sogros Valéria Vieira da Veiga, de 54 anos, e Marcelo de Almeida, de 43, que é padrasto de Priscilla.

Logo após ferir as três pessoas, o PM atirou contra si mesmo. Priscilla foi enterrada na própria quarta-feira no Cemitério Municipal de São Gonçalo, em uma cerimônia que contou apenas com amigos e alguns familiares. Internados em locais diferentes, a mãe dela e o padrasto não puderam comparecer ao adeus à mulher, que deixou quatro filhos.

Valéria da Veiga está hospitalizada no Hospital estadual Alberto Torres desde a quarta-feira, assim como o PM. Segundo a Secretaria estadual de Saúde, seu quadro se agravou nesta sexta-feira, dia 25. Já o cabo Leandro Alves encontra-se estável e sob custódia. Marcelo de Almeida foi levado para o Pronto-Socorro de Municipal, onde também segue internado.

O PM Leandro Alves matou a mulher, Priscilla da Veiga Freitas, e foi autuado em flagrante por feminicídio
O PM Leandro Alves matou a mulher, Priscilla da Veiga Freitas, e foi autuado em flagrante por feminicídio Foto: Reprodução / Facebook

A tia de Priscilla e irmã de Valéria, Verônica Vieira da Veiga, publicou uma mensagem de agradecimento e pedindo orações pela irmã e o cunhado, que seguem internados.

“Venho aqui agradecer a todos pelas palavras de carinho a minha Família. Minha querida sobrinha, que se foi tão nova e cheia de vida, mas se foi. E peço que continuem orando por Valéria e Marcelo para que eles possam sair logo do hospital”, disse em uma rede social.

A Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo já iniciou uma investigação. O PM foi atuado em flagrante por suspeita de feminicídio e suspeita de tentativa de homicídio contra os sogros. A Polícia Civil disse que aguarda a alta médica do PM e das outras duas vítimas sobreviventes para ouvi-los.

Em paralelo, a Corregedoria da Polícia Militar, através da 4ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar (Méier), também esteve no local do fato, que foi isolado para perícia, e vai investigar o cabo na esfera militar, Leandro Alves era lotado no 7ºBPM (São Gonçalo), que foi chamado para atender a ocorrência na quarta-feira.

Fonte: Jornal Extra

Attention Required! | Cloudflare

Sorry, you have been blocked

You are unable to access jornalpovo.com.br

Why have I been blocked?

This website is using a security service to protect itself from online attacks. The action you just performed triggered the security solution. There are several actions that could trigger this block including submitting a certain word or phrase, a SQL command or malformed data.

What can I do to resolve this?

You can email the site owner to let them know you were blocked. Please include what you were doing when this page came up and the Cloudflare Ray ID found at the bottom of this page.