Jornal Povo

Em um ensolarado São Januário, Fernando Miguel garante 1 a 1 entre Vasco e RB Bragantino

11h da manhã, primavera carioca: sol forte, temperatura de 32 e sensação de 34º​C. Vasco, bem no Brasileiro, recebeu o Red Bull Bragantino, na zona de rebaixamento, e ficou no 1 a 1. Sem peças importantes como Benítez e Andrey, o Cruz-Maltino careceu no setor de criação, mas conseguiu fazer jogo bem parelho com o jovem time do interior paulista e contou com dia inspirado de seu arqueiro. O jogo marcou a volta do técnico Ramon Menezes à beira do gramado, após isolamento pela Covid-19.

Logo no início da partida, os donos da casa mostraram que a eliminação da Copa do Brasil faz parte do passado e foco agora é no torneio de pontos corridos. Aos dois minutos, o Vasco, por intermédio do volante Juninho, cruzou pela esquerda e encontrou o artilheiro Germán Cano que, praticamente sozinho, testou para fora.

No entanto, o verdadeiro caminho do time rumo ao ataque não fora pela esquerda, mas sim pela direita, pelos pés do atacante Vinícius, aposta de Ramon para a partida, aberto pela ponta. Num desses lances, em belo cruzamento, o camisa 49 encontrou Talles Magno, que completou para a rede, mas teve seu gol anulado por estar claramente impedido.

As investidas do time de Bragança Paulista eram concentradas na esquerda. Após a parada técnica, o Massa Bruta voltou melhor que o Vasco; tanto que isso originou um dos lances capitais do jogo: em bola pela direita, o juiz viu – corretamente e sem auxílio do VAR – o volante Bruno Gomes fechar a passagem do cruzamento com um dos braços. Pênalti. O segundo, diga-se, em dois jogos do Vasco.

Foi aí que começou a brilhar Fernando Miguel. Talvez cauteloso por já ter defendido duas penalidades e tê-las visto voltar, o camisa 1 esperou em cima da linha até o último instante e jogou para escanteio a batida de Alerrandro, rasteira, quase no meio, que, sem tirar os méritos de quem defende, foi mal cobrada.

O jogo estava tão igual que, no intervalo, a posse de bola de ambos era de praticamente 50% e cada um teve 5 finalizações.

No reinício do jogo, semelhante ao que ocorreu no primeiro tempo, o Vasco se impôs, só que, desta vez, colheu frutos aos 4 minutos: pela esquerda, em cruzamento rasteiro, Juninho achou Vinícius, que, fechando, tomou a frente do defensor e só precisou empurrar para o fundo das redes de Júlio César.

Vinícius, camisa 49, só empurra a bola para abrir o placar para o Vasco contra o Red Bull Bragantino
Vinícius, camisa 49, só empurra a bola para abrir o placar para o Vasco contra o Red Bull Bragantino Foto: Ricardo Moraes / Reuters

Vasco 1, Bragantino 0.

Mas sabe aquela história de “não teve tempo nem de comemorar”? Pois bem: saída de bola, coisa de nem 10 segundos depois, Bruno Tubarão levou até a linha de fundo esquerda e cruzou rasteiro para trás, achando Alerrandro. O camisa 9 fez o pivô e rolou na entrada da área para o Lucas Evangelista. Quase sem marcação e de frente para o gol, o meia chapou, colocando a bola no canto direito de Fernando Miguel.

Jogadores do Red Bull Bragantino comemoram após gol de empate do meia Lucas Evangelista contra o Vasco
Jogadores do Red Bull Bragantino comemoram após gol de empate do meia Lucas Evangelista contra o Vasco Foto: Ricardo Moraes / Reuters

Vasco 1, Bragantino 1.

O Cruz-Maltino pareceu sentir o golpe. Após o tento paulista, o time de Bragança comandou o jogo e esteve bem mais perto da virada do que o Vasco, do desempate.

Aos 31 minutos, Fernando Miguel se tornou definitivamente heroi: Claudinho ganha a jogada no meio e deixa com Tubarão na esquerda, partindo num contra-ataque de dois atacantes contra um zagueiro. Assim, o atacante achou Alerrandro, completamente livre na entrada da área, que bate mal e para no arqueiro vascaíno.

Nitidamente, com a aproximação do final do jogo, os dois times demonstraram cansaço no surrado gramado de São Januário. Nessa altura da partida, a sensação térmica já chegava aos 36º​C.

Bastou caminhar para a conclusão da partida. Com um ponto para cada um, o Vasco chega aos 18 e alcança momentaneamente a 4ª posição. Já o Bragantino, com o empate e, agora, seus 11 pontos, não consegue sair da zona de rebaixamento, mas, ao menos, ganhou uma posição, até o momento, e é o 17º colocado.

Fonte: Jornal Extra

Attention Required! | Cloudflare

Sorry, you have been blocked

You are unable to access jornalpovo.com.br

Why have I been blocked?

This website is using a security service to protect itself from online attacks. The action you just performed triggered the security solution. There are several actions that could trigger this block including submitting a certain word or phrase, a SQL command or malformed data.

What can I do to resolve this?

You can email the site owner to let them know you were blocked. Please include what you were doing when this page came up and the Cloudflare Ray ID found at the bottom of this page.