Cedae recebe multa de R$ 5,7 milhões por falha na prestação de serviços

A Agência Reguladora de Energia e Saneamento Básico do Estado do Rio de Janeiro (Agenersa) aplicou uma multa de R$ 5,7 milhões na Companhia Estadual de Águas e Esgoto (Cedae) pela contaminação por geosmina na água, ocorrida no primeiro trimestre de 2020.

Além do pagamento da multa, a Cedae terá que firmar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) junto ao Instituto Estadual do Ambiente (Inea).

O documento obriga companhia a fazer, todos os dias, fazer a mediação das cianotoxinas da água na Estação de Tratamento do Rio Guandu, com emissão de relatórios mensais para o Inea e também para a Agenersa.

Esta foi a multa máxima aplicada pela Agenersa. No entanto, o valor corresponde a 0,10% do faturamento anual da Cedae nos últimos 12 meses.

A Cedae informou ter tomado conhecimento da multa e afirmou que vai recorrer dentro do prazo estabelecido pela Agenersa.

Fonte: G1

Facebook Comments

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by